AgroTimes

BRF (BRFS3) derrete nesta segunda (17) com ‘desconto’ de quase R$ 0,50 e gripe aviária no radar; entenda

17 jul 2023, 11:21 - atualizado em 17 jul 2023, 16:52
BRF
BRF confirmou na semana passada nova oferta de ações, com a emissão de 600 milhões de papéis a R$ 9 cada (Imagem: Bloomberg)

As ações da BRF (BRFS3) caíam cerca de 3,15%, aos R$ 8,62, por volta de 11h06 desta segunda-feira (17), após o frigorífico confirmar na última sexta-feira a realização de oferta que movimentou R$ 5,4 bilhões, com a emissão de 600 milhões de papéis a R$ 9 cada.

Dessa forma, as ações estão sendo negociadas com um “desconto”, abaixo dos R$ 9 por papel emitido com a nova oferta realizada na semana passada.



A oferta de ações faz parte do acordo de aporte bilionário da Salic. O fundo saudita controla 31% da Minerva (BEEF3), e da Marfrig (MRFG3) na BRFanunciada no fim de maio.

No mesmo horário, as ações da Minerva (BEEF3) e da Marfrig (MRFG3) também recuavam, mas com menor intensidade.

O que mais mexe com BRF?

De acordo com o analista da Terra Investimentos, Luis Novaes, o movimento de queda das ações da BRF também pode estar relacionado com o novo caso de gripe aviária em Santa Catarina.

O caso foi confirmado ontem (16) em ave de fundo de quintal no município de Maracajá.

“Há grande preocupação quanto ao avanço da doença, que já atinge animais domesticados, além dos efeitos sobre as exportações de carne de frango, considerando que a BRF é um importante player nesse mercado”, explica Novaes.

Repórter no Agro Times
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Agro Times desde março de 2023. Antes do Money Times, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Agro Times desde março de 2023. Antes do Money Times, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.