Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

BTG calcula sobrepreço de até 45% em cursos do Fies na Kroton

Gustavo Kahil
23/01/2017 - 15:21

Educação

O BTG Pactual calcula que as mensalidades para os alunos da Kroton participantes do programa federal Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) são entre 40% a 45% mais elevados do que os valores pagos por alunos regulares, mostra um relatório enviado a clientes após uma reportagem da Veja levantar novos questionamentos sobre as regras do benefício.

As ações das empresas do setor caem nesta segunda-feira, com destaque para Kroton (KROT3) e Estácio (ESTC3).

Segundo a revista, o Fies é um programa mal gerido e mal fiscalizado, endividou milhares de estudantes de baixa renda, levando a uma taxa de inadimplência de 49%.

Veja outras recomendações de ações

Os analistas Rodrigo Gastim e Gustavo Cambauva avaliam que o artigo vai em linha com outros produzidos recentemente, mas pode ter efeito ao ampliar a discussão sobre a questão do sobrepreço no Fies. “O programa ajudou a Kroton e outros a elevar os preços de uma forma geral. A elasticidade estava perto de zero com o Fies, enquanto o mix de cursos também era mais ‘premium’”, explicam.

O BTG recomenda a compra dos papéis da Kroton.

O outro lado

Segundo a equipe de análise do Citi, a Kroton teve reuniões para discutir estudos internos que ajudaram a entender a diferença entre o FIES e a mensalidade regular.

“A Administração indicou que 2/3 do gap de R$303 entre os níveis da mensalidade são explicados pelo mix do curso e pelo fato dos estudantes estarem em estágios diferentes do ciclo. O restante pode ser explicado por bolsas e descontos, dos quais os estudantes do FIES não são elegíveis”, afirma o analista Lucio Aldworth.

O Citi recomenda a venda das ações da Kroton e a posição neutra para Estácio e Ser.

Última atualização por - 05/11/2017 - 14:08

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender
As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto