Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

BTG espera resultados positivos no setor de proteína animal; JBS segue Top Pick

31/01/2019 - 13:39

Por Investing.com – A temporada de balanços do quarto trimestre de 2018 deve trazer números positivos para o setor de proteína animal. Essa é a avaliação do BTG Pactual (BPAC11), em relatório enviado a clientes na tarde desta quinta-feira. A JBS (JBSS3) segue sendo a preferida no segmento.

As ações da JBS avançam 2,22% a R$15,64, com Marfrig (MRFG3) somando 0,16% a R$ 6,26 e BRF (BRFS3) 2,07% a R$ 24,17.

+ Veja aqui quais são as pequenas gigantes da Bolsa que podem te ajudar a transformar centavos em milhões

Para os analistas, os resultados devem ressaltar a tendência de margem positiva iniciada no último trimestre para as proteínas, impulsionada pela melhoria dos ciclos de commodities, forte demanda e um real ainda relativamente fraco.

Além de considerar a JBS como Top Pick, o BTG vê Marfrig também proporcionando margens decentes e sólida geração de caixa, acelerando assim o tão necessário processo de desalavancagem do setor.

Para JBS, que divulga os números no dia 28 de março, o BTG espera mais um trimestre de resultados sólidos, com receita líquida de R $ 49,8 bilhões (+ 16% a/a) e EBITDA de R$ 3,9 bilhões (+ 22% a/a), principalmente devido ao bom momento em suas operações com gado.

A equipe está esperando margens EBITDA para os segmentos de carne bovina dos EUA e do Brasil de 8% e 9%, respectivamente. A Pilgrim’s deve novamente ter o pior desempenho entre as divisões de negócios da JBS, devido ao ambiente desafiador de aves nos EUA, enquanto a US Pork e a Seara devem divulgar números sólidos.

O banco entende que, no total, a JBS continua sendo a nossa escolha principal no setor, devido às melhorias na governança corporativa, ao bom momento de lucros e à forte geração de caixa, o que deve levar a uma maior desalavancagem e melhores retornos para os acionistas.

No caso da BRF, a equipe do banco vê entregando margens melhores, principalmente com a sazonalidade favorável, embora a falta de clareza sobre a sustentabilidade da margem deixe a equipe um pouco preocupada.

Já a M. Dias Braco, por outro lado, deve ter mais um trimestre de contração de margem sequencial (mesmo com ajuste sazonal), embora possa estar chegando perto do fundo.

Última atualização por Vitória Fernandes - 31/01/2019 - 13:39

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto