Café arábica e açúcar bruto atingem maiores níveis em quase 2 meses na ICE

23/04/2021 - 18:50
Café
O banco elevou sua previsão de seis a 12 meses para o preço da commodity em 0,05 centavo, para 1,40 dólar por libra-peso (Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker)

Os contratos futuros do café arábica negociados na ICE atingiram nesta sexta-feira o maior nível em quase dois meses, apoiados pela valorização do real no Brasil e por sinais de recuperação de demanda em momento de queda nas ofertas brasileiras.

O açúcar bruto também atingiu o mais alto patamar desde o final de fevereiro, superando a marca de 17 centavos de dólar por libra-peso.

Café

* O contrato julho do café arábica fechou em alta de 2,35 centavos de dólar, ou 1,7%, a 1,385 dólar por libra-peso, após atingir a marca de 1,4015 dólar, máxima desde o início de março.

* “Ajustamos para baixo nossas estimativas para a produção em 2021/22, a 164,8 milhões de sacas, devido aos riscos climáticos no Brasil, Colômbia e Indonésia. Como a demanda estimada em 173,1 milhões de sacas, esperamos um déficit global de 8,4 milhões de sacas”, disse Citi em nota.

* O banco elevou sua previsão de seis a 12 meses para o preço da commodity em 0,05 centavo, para 1,40 dólar por libra-peso.

* Os futuros do arábica estão entrando em um período sensível de negociação, no qual as variações cambiais, o ritmo da recuperação pós-Covid-19 e a clareza sobre as próximas safras podem dar impulso aos preços, disse o presidente do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé).

* O real chegou a atingir uma máxima de dois meses frente ao dólar nesta sexta-feira, em movimento que desencoraja as vendas por produtores brasileiros.

* O café robusta para julho avançou 8 dólares, ou 0,6%, para 1.416 dólares a tonelada.

Açúcar

* O contrato maio do açúcar bruto fechou praticamente estável, a 16,91 centavos de dólar por libra-peso, depois de tocar máxima de 17,08 centavos na sessão.

* Operadores disseram que o açúcar segue com bom suporte, diante das perspectivas de safras reduzidas no Brasil e na União Europeia.

* O Citi reduziu sua previsão para o excedente de açúcar em 2021/22 a cerca de 2,9 milhões de toneladas, 22% abaixo da estimativa de março, devido especialmente à diminuição nas expectativas para a safra brasileira. O banco vê os preços em média de 16,2 centavos no segundo trimestre.

* A Czarnikow disse que o mês de abril deve terminar como o mais seco em uma década no Brasil, com chuvas 70% abaixo da média, acrescentando que vê um possível ajuste negativo à sua estimativa de 580 milhões de toneladas para a safra de cana do centro-sul.

* O açúcar branco para agosto recuou 1,20 dólar, ou 0,3%, para 461,20 dólares a tonelada.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Bruno Andrade - 23/04/2021 - 18:50

Pela Web