Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Caixa deixa IPO da operação de seguros para fevereiro de 2020, diz Estadão

07/10/2019 - 15:49
Caixa
Também pesou contra a abertura ainda neste ano a demora para estruturar 11 parecerias, como a revisão de contrato com a CNP Assurances (Imagem: REUTERS/Pilar Olivares)

Por Investing.com

Um dos objetivos da equipe econômica comandada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, era realizar a abertura de capital do segmento de seguros da Caixa Econômica Federal em 2019. No entanto, o prazo ficou apertado e o banco público trabalha agora para viabilizar a operação em fevereiro de 2020.

A edição de domingo da Coluna do Broadcast, do jornal O Estado de S.Paulo, destaca que o IPO vai seguir os mesmos moldes da realizada pelo Banco do Brasil (BBAS3) no caso da BB Seguridade (BBSE3). Caso consiga manter a data prevista em fevereiro, os dados utilizados para o IPO serão os do terceiro trimestre.

A publicação destaca que o IPO enfrentou atrasos dos mais diversos tipos e origens, como a questão de órgãos fiscalizadores, como o Tribunal de Contas da União, que acabaram por inviabilizar o cronograma inicial.

Também pesou contra a abertura ainda neste ano a demora para estruturar 11 parecerias, como a revisão de contrato com a CNP Assurances. Assim, não restou outra alternativa ao banco a não ser adiar a operação. A Caixa também espera fazer em 2020 o IPO da divisão de cartões.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Existia ainda a possibilidade de a Caixa viabilizar a abertura de capital da área de seguros ainda neste ano, em dezembro. No entanto, o entendimento é que o prazo era apertado, com a proximidade do Natal e Ano Novo podendo afetar o sucesso da operação. Assim, informa a coluna, a sinalização da atual gestão de Pedro Guimarães, é realizar as operações sem pressa.

Última atualização por Vitória Fernandes - 07/10/2019 - 15:49