Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Câmara do Rio abre CPI para investigar uso de servidores para atrapalhar jornalistas

04/09/2020 - 14:48
Marcelo Crivella
Crivella, por sua vez, criticou nesta sexta a CPI e a tentativa de impeachment (Imagem: Facebook/Marcelo Crivella)

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro criou nesta sexta-feira uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar as denúncias de que servidores públicos foram destinados a hospitais da cidade para atrapalhar o trabalho da imprensa e intimidar pacientes.

A autorização para a abertura da CPI foi dada pela presidência da Câmara e já foi publicada.

“Os esforços agora estão concentrados na CPI, mas eu fiz um outro pedido de impeachment e ainda apresentei uma representação no TCM (Tribunal de Contas do Município) para que os salários dos servidores sejam devolvidos, porque são impostos dos contribuintes usados para pagar jagunços“, disse à Reuters, o vereador Átila Nunes (DEM).

A CPI deve ser instalada na próxima semana e os trabalhos podem durar 120 dias.

Na quinta-feira, a Câmara rejeitou a abertura de um processo de impeachment contra o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos)em uma votação apertada, com 25 votos contra a abertura e 23 a favor.

A polícia e o Ministério Público do Rio estão investigando eventuais crimes cometidos pelo prefeito, que é candidato à reeleição.

Crivella, por sua vez, criticou nesta sexta a CPI e a tentativa de impeachment.

“São tentativas fantasiosas e estapafúrdias que não justificam uma CPI e muito menos um processo de impeachment“, disse o prefeito a jornalistas.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por André Luiz - 04/09/2020 - 14:48