Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Camil tem alta após lucro cair 7,9% no trimestre safra; resultados vieram acima da estimativa

10/01/2020 - 11:01
No intervalo entre setembro e novembro, a receita líquida da empresa apresentou um avanço de 13,3% para R$ 1,4 bilhão

Na parte da manhã desta sexta-feira, as ações da Camil Alimentos (CAML3) são negociadas com valorização. Na véspera, a companhia informou que teve no trimestre safra encerrado em novembro de 2019 um lucro líquido de R$ 66 milhões, o que representa uma queda de 7,9% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Assim, por volta das 10h55, os ativos da companhia tinham ganhos de 3,13% a R$ 9,22.

Para a Mirae Asset, no geral o resultado operacional ainda foi fraco, mas melhor do que a estimativa de mercado. Devido à valorização da ação no final de 2019, a recomendação da corretora segue neutra.

No intervalo entre setembro e novembro, a receita líquida da empresa apresentou um avanço de 13,3% para R$ 1,4 bilhão. O resultado foi impulsionado pela compra da SLC Alimentos e também pelo avanço nas vendas de grãos e o aumento da participação internacional que foi a R$ 441,3 milhões no trimestre (+7,8%), puxada pela elevação do volume de vendas para o Chile e o Peru.

Além disso, a Camil registrou lucro antes de juros, impostos e depreciação e amortização (Ebitda) de R$ 133,0 milhões, um crescimento de 15,2%. Desta forma, a margem ficou em 9,2%, uma queda de 2,7 pontos percentuais.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

O aumento constante das margens e a recuperação dos volumes no segmento internacional e em açúcar, além do crescimento anual do volume de vendas de grãos no Brasil, foram destacados no comunicado da empresa.

“Os resultados do terceiro trimestre de 2019 demonstram a recuperação gradual e evolução dos fundamentos do nosso negócio. Ao longo dos últimos meses avançamos na implementação de iniciativas de redução de custos e despesas e ajustes em nossas operações com objetivo de alcançar um novo ciclo de crescimento”, informou.

Última atualização por Vitória Fernandes - 10/01/2020 - 11:01