Carbono entre US$ 12 e US$ 13 pode apoiar regeneração florestal, diz presidente da Suzano

01/12/2021 - 15:16
Suzano Papel e Celulose
Em outubro, a Suzano anunciou adiantamento do objetivo de retirar 40 milhões de toneladas de dióxido de carbono da atmosfera, de 2030 para 2025 (Imagem: Facebook/Suzano)

O presidente-executivo da Suzano (SUZB3), Walter Schalka, disse nesta quarta-feira que o preço de carbono de 12 a 13 dólares por tonelada pode apoiar a regeneração de um hectare de floresta natural.

Schalka participou nesta quarta-feira do evento Reuters Next e citou que mercados regulados de créditos de carbono são vitais para proteger florestas naturais.

“As mudanças climáticas são algo que não podemos adiar mais”, disse o executivo. “O caminho para superarmos isso é por meio do mercado global regulado de carbono.”

Em outubro, a Suzano anunciou adiantamento do objetivo de retirar 40 milhões de toneladas de dióxido de carbono da atmosfera, de 2030 para 2025.

A estratégia para cumprir o objetivo inclui produção de energia renovável gerada em suas próprias atividades, disse o executivo.

“Os volumes de árvores que estamos plantando são maiores que o número de árvores que estamos cortando”, disse Schalka.

A companhia também está trabalhando para conectar 500 mil hectares de áreas florestais separadas no Cerrado para formar corredores de vegetação para que os animais possam circular, afirmou Schalka.

Última atualização por Rafael Borges - 01/12/2021 - 15:16

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web