BusinessTimes

Carteira semanal do PagBank supera Ibovespa, mas passa por 3 mudanças; veja

08 maio 2022, 16:02 - atualizado em 08 maio 2022, 16:02
Exxon Mobil EXXO34
Sobrevivente: Exxon Mobil continua na carteira semanal do PagBank, que mudou 3 ações (Imagem: REUTERS/Andrew Kelly)

O PagBank promoveu três mudanças em sua carteira recomendada semanal de ações que passa a valer a partir desta segunda-feira (9). Entre 29 de abril e 06 de maio, a seleção do PagBank perdeu 0,16%, bem menos que a queda de 2,54% do Ibovespa.

Saíram Equatorial (EQTL3), Taurus (TASA4) e Vivo (VIVT3). Seus lugares foram ocupados por Alpargatas (ALPA4), BNY Mellon (BONY34) e Klabin (KLBN11).

Segundo Rodrigo Paz, analista técnico responsável pelas recomendações, a Alpargatas “encontra-se saindo de região de sobre venda, formando engolfo de alta e com considerável aumento no volume, logo, mostra potencial de valorização para a próxima semana.”

Alta esperada no curto prazo

No caso do BNY Mellon, o analista explica que, “após tocar a média, os preços subiram com potencial de valorização para os próximos dias/semanas.”

Já a Klabin “vem saindo de região sobre vendida. Nota-se que após tocar a média, os preços impulsionaram para cima e mostra potencial de valorização para os próximos dias/semanas.”

Veja as 5 ações recomendadas pelo PagBank para a semana que começa.

Empresa Código Peso (%)
Alpargatas ALPA4 20
BNY Mellon BONY34 20
Exxon Mobil EXXO34 20
Klabin KLBN11 20
Unilever ULEV34 20
Total 100

Disclaimer

O Money Times publica matérias de cunho jornalístico, que visam a democratização da informação. Nossas publicações devem ser compreendidas como boletins anunciadores e divulgadores, e não como uma recomendação de investimento.

Receba as newsletters do Money Times!

Cadastre-se nas nossas newsletters e esteja sempre bem-informado com as notícias que enriquecem seu dia! O Money Times traz 8 curadorias que abrangem os principais temas do mercado. Faça agora seu cadastro e receba as informações diretamente no seu e-mail. É de graça!

 

Diretor de Redação do Money Times
Ingressou no Money Times em 2019, tendo atuado como repórter e editor. Formado em Jornalismo pela ECA/USP em 2000, é mestre em Ciência Política pela FLCH/USP e possui MBA em Derivativos e Informações Econômicas pela FIA/BM&F Bovespa. Iniciou na grande imprensa em 2000, como repórter no InvestNews da Gazeta Mercantil. Desde então, escreveu sobre economia, política, negócios e finanças para a Agência Estado, Exame.com, IstoÉ Dinheiro e O Financista, entre outros.
Linkedin
Ingressou no Money Times em 2019, tendo atuado como repórter e editor. Formado em Jornalismo pela ECA/USP em 2000, é mestre em Ciência Política pela FLCH/USP e possui MBA em Derivativos e Informações Econômicas pela FIA/BM&F Bovespa. Iniciou na grande imprensa em 2000, como repórter no InvestNews da Gazeta Mercantil. Desde então, escreveu sobre economia, política, negócios e finanças para a Agência Estado, Exame.com, IstoÉ Dinheiro e O Financista, entre outros.
Linkedin