Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

CCR segue em queda após acordo de leniência; Ecorodovias também recua

07/03/2019 - 11:06
(Divulgação/CCR Nova Dutra)

Por Investing.com

Nos primeiros negócios da manhã desta quinta-feira na bolsa paulista, as ações da CCR (CCRO3) mais uma vez se destacam entre as maiores quedas do Ibovespa, perdendo 3,11% a R$ 13,09, depois de cair 3,15% na sessão de ontem. O resultado de momento é reflexo da repercussão do mercado ao acordo de leniência realizado pela companhia e anunciado no meio da tarde de ontem.

Acompanhe o Money Times no Instagram!

As ações da Ecorodovias (ECOR3) também caem, perdendo 2,84% a R$ 10,27, depois de ceder 4,77% na véspera. Em setembro passado, a Polícia Federal cumpriu 19 mandados de prisão em um aprofundamento das investigações sobre esquema de corrupção em concessões de rodovias federais no Paraná envolvendo seis concessionárias, incluindo Econorte, Ecovia e Ecocataratas.

A força-tarefa que coordenada a operação Lava Jato no Ministério Público Federal no Paraná (MPF/PR) firmou acordo de leniência com a Rodonorte, concessionária de rodovias que faz parte do grupo CCR, em que a empresa se compromete a pagar R$ 750 milhões até 2021.

O acordo, segundo o MPF/PR, envolve “diversos atos de corrupção e lavagem de dinheiro relacionados a contrato de concessão firmado entre o Estado do Paraná, o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), o Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER), o Ministério dos Transportes e a concessionária”.

“Dentre outros fatos, a Rodonorte reconheceu o pagamento de propinas para a obtenção de modificações contratuais benéficas à concessionária desde o ano 2000”, afirmou o MPF/PR.

Apenas para investidores: melhores small caps reveladas

A CCR afirmou em comunicado ao mercado que, do total do acordo, 350 milhões envolvem redução de 30 por cento no valor de pedágio de todas as praças de cobrança da concessionária por pelo menos 12 meses. Outros 365 milhões de reais são relativos a obras a serem realizadas pela empresa. A multa em si é de 35 milhões de reais.

A Mirae Asset entende que, embora o valor tenha sido elevado, o impacto no valuation da empresa é mínimo, lembrando que a CCR gera um Ebitda acima de R$ 5 bilhões/ano. Com esse acordo, a opinião da corretora é que foi retirado mais um ponto negativo em cima da empresa. A recomendação segue neutra para a CCR , uma vez que o upside de 7,8% é inferior ao esperado para o Ibovespa, lembrando, que com a recuperação da economia, é esperado o aumento no volume de tráfego nas rodovias.

Com Reuters.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Bruno Andrade - 07/03/2019 - 11:06

Cotações Crypto
Pela Web