Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Cessão onerosa é empurrada para depois da próxima quarta-feira

29/11/2018 - 13:39
(Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil/Agência Brasil)

Por Investing.com – O senador Romero Jucá (MDB-RR) informou, por meio de sua conta no Twitter, que a votação do projeto da cessão onerosa só deverá acontecer a partir da próxima terça-feira, 4 de dezembro. O parlamentar destacou que, até lá, os senadores seguem construindo uma solução técnica para o repasse dos recursos aos estados e municípios.

Governo procura “jeitinho” para passar cessão onerosa

Ontem, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), afirmou que ainda não havia entendimento para a votação do projeto. Integrantes do atual e do futuro governo discutem uma maneira de dividir parcela dos recursos a serem obtidos com a aprovação do projeto entre Estados e municípios. Segundo o senador, ainda há resistências por parte do governo atual, por entender que a medida poderia ferir o chamado teto de gastos.

A discussão ocorre porque os recursos obtidos com o leilão seriam considerados receitas patrimoniais, regulamentadas pelo teto de gastos, e não royalties. A regra do teto limita as despesas de um ano ao gasto do ano anterior, acrescido da inflação.

No início das negociações, Eunício chegou a sugerir, segundo a líder da maioria no Senado, Simone Tebet (MDB-MS), a divisão de ao menos 20 por cento dos recursos dos bônus de assinatura entre os entes da federação.

Já na terça-feira, Jucá explicou que a ideia era destinar 20 por cento do saldo, abatida a parte que a Petrobras (PETR4) teria direito a receber na renegociação do contrato da cessão onerosa, sendo que o repasse a Estados e municípios ocorreria via transferência do Tesouro pelas tabelas do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

O projeto de lei deve viabilizar o leilão do petróleo excedente da área da cessão onerosa, cujo contrato original foi assinado com a Petrobras.

Com Reuters.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Gustavo Kahil - 29/11/2018 - 13:40