China deveria manter preços dos grãos em níveis razoáveis, diz premiê

16/06/2021 - 17:10
Graos
A China relatou a sua maior inflação dos preços ao produtor em mais de 12 anos na semana passada (Imagem: Pixabay)

A China deve manter os preços dos grãos em níveis razoáveis e limitar os valores de insumos agrícolas, conforme afirmou o primeiro-ministro Li Keqiang, em meio a um crescente escrutínio de alta dos custos de matérias-primas.

Li, em visita a província do nordeste Jilin, uma região importante de produção de milho, afirmou que o momento é crítico para produção de grãos, e medidas efetivas deveriam ser tomadas para estabilizar os preços de insumos, de acordo com relatório no site do governo.

Os preços da ureia e pesticidas saltaram 9% nos primeiros 10 dias de junho, segundo informações divulgadas na terça-feira do Escritório de Estatísticas Nacionais.

A China relatou a sua maior inflação dos preços ao produtor em mais de 12 anos na semana passada, devido ao aumento de preços das commodities.

Pequim também direcionou o foco à segurança alimentar durante a pandemia e está observando uma safra maior de milho este ano, após preços dos grãos atingirem nível recorde em 2020.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por André Luiz - 16/06/2021 - 17:10

Pela Web