Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

China elimina gradualmente uso de fator contracíclico em fixação do yuan

27/10/2020 - 12:33
Yuan Moedas
A China introduziu pela primeira vez o fator anticíclico em 2017 (Imagem: Reuters/Kim Kyung-Hoon)

Os bancos chineses suspenderam o uso de uma ferramenta usada para influenciar o valor do yuan, informou o sistema de câmbio do país nesta terça-feira, em uma medida que analistas interpretaram como a tolerância de alguma fraqueza em sua moeda.

O sistema de câmbio do Banco do Povo da China emitiu um comunicado confirmando uma notícia da Reuters de que os bancos que participavam de uma operação diária para determinar o ponto médio de negociação do yuan eliminaram o uso do chamado fator anticíclico.

Alguns analistas disseram que não ficaram surpresos com a medida, já que o uso deste fator — um ajuste que os bancos participantes fazem na taxa diária de referência ponderada por operações que o banco central usa para orientar o yuan — foi implementado para amortecer a pressão de depreciação sobre a moeda, e seus efeitos diminuíram recentemente com a recuperação do yuan

O sistema de negociação cambial explicou em comunicado que vai mudar o modelo de ajuste de preço da taxa central de paridade do yuan ante o dólar, em uma medida que tem o objetivo de promover transparência e eficiência.

“Dado que não há mais preocupações com a depreciação, faz sentido acabar com o fator anticíclico e reduzir a taxa de compulsório, como fizeram há algumas semanas”, disse Khoon Goh, chefe da Pesquisa da Ásia no ANZ, instituição que não contribui para a fixação do yuan.

“Isso não significa necessariamente que eles estejam tentando enfraquecer ativamente o yuan, apenas que essas ferramentas não são mais necessárias.”

A China introduziu pela primeira vez o fator anticíclico em 2017 no que os reguladores disseram ser um esforço para refletir melhor a oferta e a demanda do mercado, diminuir possíveis “efeitos de manada” no mercado e ajudar a orientar os investidores a se concentrarem mais nos fundamentos macroeconômicos.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Lucas Simões - 27/10/2020 - 12:33