Cientistas da China dizem transformar emissões em ração animal

06/11/2021 - 20:10
Agronegócio Grãos Soja Trigo Agricultura
A China é o maior importador de soja, que é esmagada para produzir farinha, principalmente para alimentar seu rebanho suíno, o maior do mundo (Imagem: Pixabay/reijotelaranta)

Pesquisadores chineses disseram que desenvolveram a tecnologia para transformar as emissões industriais em ração animal em escala, uma medida que poderia reduzir a dependência do país de matérias-primas importadas, como a soja.

A tecnologia envolve a síntese de exaustão industrial contendo monóxido de carbono, dióxido de carbono e nitrogênio em proteínas usando Clostridium autoethanogenum, uma bactéria usada para fazer etanol. A notícia foi publicada esta semana no jornal estatal Science and Technology Daily.

A China é o maior importador de soja, que é esmagada para produzir farinha, principalmente para alimentar seu rebanho suíno, o maior do mundo. Os chineses compram grandes volumes de países como Brasil, Argentina e Estados Unidos. A commodity também tem sido uma importante fonte de atrito, contribuindo para as tensões comerciais entre os EUA e a China.

A China enfrenta escassez de commodities agrícolas devido à falta de terras produtivas e à crescente demanda de uma população mais rica, e tenta aumentar a produtividade e reduzir o desperdício. O Science and Technology Daily disse que 80% das necessidades de matéria-prima da China para proteínas de ração são atendidas por importações.

Se a China puder produzir 10 milhões de toneladas de proteína sintética usando a nova tecnologia, isso equivaleria a cerca de 28 milhões de toneladas importadas de soja, observaram os pesquisadores. A produção de proteínas sintéticas para ração animal em grande escala também ajudaria a China em seu programa de descarbonização, acrescentaram, um dos principais objetivos políticos do Partido Comunista.

Última atualização por Renan Dantas - 04/11/2021 - 23:15

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web