Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Cinco anos depois da estreia na carne bovina BR, China pode comprar 802% a mais em 2020

30/09/2020 - 12:15
China Carnes
Compras chinesas de carne bovina tende a bater marca sem precedentes (Imagem: REUTERS/Fang Nanlin)

Ao bater a marca de 850 mil toneladas de carne bovina para a China continental, neste ano, como se mostra a evolução dos números até o momento (530 mil/t), o Brasil terá acrescentado um ganho de 802% nos embarques em cinco anos.

A estreia nesse mercado líder foi apenas em 2015, não considerando o cantão semiautônomo de Hong Kong.

Em estudo da consultoria Agrifatto, que reproduz a série histórica das exportações brasileiras, o país assumiu a segunda posição no ranking em 2018, atrás de Hong Kong, e saltou para a ponta o ano passado. Comprou 497 mil/t, o dobro da ilha.

Se chegar ao estimado para 2020, a alta das exportações será de 71% sobre 2019.

O trabalho da equipe da Agrifatto, à disposição nas redes sociais da consultoria, mostra ainda o deslocamento dos principais destinos da carne de boi do Brasil.

Num resumo apenas de 2001 para cá, vemos o Chile em primeiro lugar, nesse ano, com 35,7 mil/t, seguido da Holanda – entreposto europeu de distribuição – com 26 mil/t, e Itália, rubricando 21 mil/t.

Hong Kong surgia em sétimo lugar: 11,6 mil/t na virada do século 21.

Em 2004, a Rússia passa a liderar o ranking dos importadores e a ilha chinesa sobe para o segundo posto.

Os russos mantêm a ponta como principal ponto internacional até 2015 aproximadamente – caindo vertiginosamente nos anos posteriores – e Hong Kong vai para o topo, até a virada do continente.

O Egito reforçou sua participação, nos últimos anos, em terceiro lugar.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 30/09/2020 - 12:25