Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Clientes mais velhos aderem ao banco digital nos EUA

01/06/2020 - 18:16
“Talvez tenhamos aberto os olhos de algumas pessoas para o futuro”, disse o CEO do Bank of America (Imagem: Pixabay)

Foi preciso uma pandemia para fazer com que muitos baby boomers adotassem o banco on-line. A mudança não passou despercebida pelas instituições financeiras.

Nos últimos dois meses, americanos acessaram sites e aplicativos para administrar as finanças, já que o coronavírus limitou o acesso às agências, segundo executivos do setor.

No JPMorgan Chase, os clientes on-line existentes estão usando as ofertas com mais frequência, enquanto o Bank of America descobriu que clientes mais velhos têm buscado os serviços digitais.

“Talvez tenhamos aberto os olhos de algumas pessoas para o futuro”, disse o CEO do Bank of America, Brian Moynihan, a investidores em conferência na semana passada.

O coronavírus deu impulso ao banco digital, o que implica menos papel, maior uso de serviços eletrônicos e menos reuniões presenciais. A tecnologia tem sido vista pelos bancos tanto como ferramenta de ataque quanto de defesa.

Os serviços on-line têm potencial de atrair clientes, ajudar a reduzir o número de agências custosas e a força de trabalho, além de dificultar a perda de clientes para novos concorrentes com o fascínio de uma melhor tecnologia.

Em abril, 23% das novas conexões a produtos on-line e móveis do Bank of America eram de idosos e boomers, disse Moynihan. Eles também foram responsáveis por cerca de 20% dos clientes que depositaram cheques usando celulares pela primeira vez.

Nos negócios que atendem às pessoas de alta renda, o uso da tecnologia aumentou nas últimas seis semanas para níveis que o banco esperava apenas em seis anos, segundo Andy Sieg, presidente da Merrill Lynch Wealth Management.

Uma em cada quatro pessoas pesquisadas pelo Boston Consulting Group disse que planeja deixar de ir ou usar menos as agências quando a crise terminar, de acordo com pesquisa global realizada de 13 a 27 de abril. A pandemia levou 12% das pessoas pesquisadas a se registrarem no banco on-line ou via celular.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Leia mais sobre: Bancos, Bloomberg, EUA, Internacional

Última atualização por Vitória Fernandes - 01/06/2020 - 18:16