Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Coinbase Custody migrou validador de Tezos para a Irlanda “sem necessidade”

01/04/2020 - 9:43
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Na Tezos, os detentores de tokens podem delegar seus direitos de validação para outros detentores de tokens (chamados de validadores) sem transferir governança de seus tokens; Coinbase Custody seu validador de Tezos para a Irlanda sem que Amun pedisse (Imagem: Crypto Times)

Coinbase Custody, a maior operadora dos validadores de staking de Tezos, migrou seu validador dos EUA para a Irlanda.

Luke Youngblood, da Coinbase Custody, afirmou que a empresa tomou a decisão de ajudar a empresa suíça de tecnologia Amun a cumprir com os requisitos regulatórios de seu produto negociado em bolsa (ETP, na sigla em inglês) para Tezos.

“Amun precisava da atividade de staking [da Tezos] para operar na União Europeia e cumprir com as regulamentações, mas a Coinbase Custody Tezos Bakery estava operando nos EUA. É assim que migramos nossa Tezos Bakery dos EUA para a Irlanda em questão de minutos”, afirmou Youngblood.

Porém, essa declaração não parece ser verdadeira.

Hany Rashwan, CEO da Amun, contou ao The Block: “nossos requisitos regulatórios não estipulam que o staking precise ser realizado na União Europeia nem pedimos que nossos parceiros da Coinbase fizessem isso”.

“Estamos empolgados para trabalhar tanto com a Tezos Foundation e a Coinbase nesse produto inovador e continuar a ter um relacionamento muito forte com ambas”, complementou ele.

O ETP de Tezos da Amun foi lançado em novembro de 2019 e permite que investidores ganhem renda passiva através de transações validadas no blockchain Tezos. Os tokens subjacentes da Tezos do ETP são retidos (staked) e custodiados pela Coinbase Custody.

Ainda não se sabe qual foi o real motivo para a migração do validador para a Irlanda, além de como a decisão impactaria os clientes estadunidenses da Coinbase Custody.

tezos foundation
Em redes proof-of-stake, investidores podem depositar seus tokens em um título e ajudar na segurança da rede em troca de mais tokens, permitindo que ganhem juros sobre seu investimento (Imagem: Crypto Times)

Serviço de staking

Coinbase Custody lançou o serviço de staking de Tezos (XTZ) em março de 2019, permitindo que seus clientes realizassem o stake, ou “bake”, do token em seu nome.

Em redes proof-of-stake (“prova de saldo”), como Tezos, investidores podem depositar seus tokens em um título e ajudar na segurança da rede. Esses investidores são recompensados com mais tokens, permitindo que ganhem juros sobre seu investimento principal.

O serviço da Coinbase Custody possui um custo. A empresa pega 25% da média atual do rendimento em staking de Tezos, de cerca de 7%, ou seja, seus clientes ganham pouco mais de 5% anualmente ao realizar o staking de Tezos.

Antes disponível apenas para clientes institucionais, o serviço de staking foi ampliado recentemente para todos os investidores globais da Coinbase Custody. Pensando no futuro, a empresa afirma que irá lançar o serviço para mais tokens proof-of-stake.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 01/04/2020 - 9:46