Colheita avança para cerca de 70% da soja do Brasil; chuvas favorecem milho

21/03/2022 - 9:40
Soja
Na última semana, os produtores brasileiros colheram o equivalente a quase 3 milhões de hectares de soja (Imagem: REUTERS/Enrique Marcarian)

A colheita de soja da safra 2021/22 avançou a cerca de 70% de toda área brasileira, ainda à frente da média histórica para esta época, apesar de chuvas que atingiram importantes Estados, disseram consultorias agrícolas nesta segunda-feira.

Na última semana, as precipitações atrapalharam os trabalhos no Nordeste e também no Sul do Brasil, mas são avaliadas como favoráveis para o desenvolvimento da segunda safra de milho. O clima mais úmido deve se manter em Estados sulistas nesta semana.

Apesar do avanço, os trabalhos de campo no Brasil perderam ritmo na última semana, com Estados do centro do país mais perto da conclusão da colheita e excesso de chuvas ao norte, impossibilitando o “progresso pleno”, disse o diretor da consultoria Pátria AgroNegócios, Matheus Pereira.

Conforme o analista, o Brasil colheu já 71,68% de toda área de soja já colhida, contra 57,10% no ano passado e 66,21% na média dos últimos cinco anos.

Ele disse ainda que sua estimativa de produção do Brasil, após a seca no final do ano passado e início deste, no Sul, segue em torno de 122 milhões de toneladas, com a consultoria considerando a pior quebra da história do país.

Na última semana, os produtores brasileiros colheram o equivalente a quase 3 milhões de hectares de soja.

“Os resultados apresentam muita variabilidade, com produtividades dentro do Mato Grosso, Goiás e Tocantins trazendo números decepcionantes em relação às expectativas iniciais”, disse a Pátria AgroNegócios.

O Rio Grande do Sul ainda está na fase inicial dos trabalhos, tendo atingido 9% da área, enquanto a Bahia colheu 45,5% da área. Piauí superou 40%, enquanto a colheita no Maranhão atingiu quase 50% das lavouras.

De acordo com outra consultoria, a AgRural, o destaque negativo para a colheita de soja na última semana foi o Paraná, “onde a colheita perdeu ritmo devido às chuvas constantes”.

“Há queixas de umidade dos grãos acima do normal em parte do Estado, mas ainda não se fala em problemas de qualidade”, disse a AgRural, que ainda vê o ritmo de colheita do país acima da média histórica para o período.

Até a última quinta-feira, a colheita havia atingido 69% da área brasileira, segundo a AgRural.

Mlho

De acordo com a AgRural, o plantio da segunda safra de milho chegou a 98% da área estimada para o centro-sul do país, ante 94% na semana precedente e 90% um ano atrás.

“Chuvas muito bem-vindas foram registradas no Paraná, em Mato Grosso do Sul e São Paulo e, de um modo geral, a safra se desenvolve bem em toda a região”, afirmou.

A previsão é de chuvas generalizadas no Rio Grande do Sul mais para o final da semana, com áreas do Paraná, Santa Catarina e sul de Mato Grosso do Sul também sendo atingidas por bons volumes, segundo a Rural Clima.

“Com isso as condições melhoraram para o desenvolvimento das lavouras, quando comparado a janeiro e fevereiro… A tendência é esta para o mês de abril… as condições melhoraram bastante para o desenvolvimento das lavoura de milho safrinha (no centro-sul)…”, disse o agrometeorologista Marco Antonio dos Santos, da Rural Clima.

Ele comentou que a umidade traz boa perspectiva para o plantio do trigo no Sul do Brasil.

(Atualizada às 11:53)

Última atualização por Rafael Borges - 21/03/2022 - 11:53

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto