AgroTimes

Com atraso, plantio da soja atinge 40% da área no Brasil; milho verão alcança 53% no Centro-Sul

30 out 2023, 11:17 - atualizado em 30 out 2023, 11:51
soja milho
Enquanto o clima seco atrapalha o cultivo da soja em Mato Grosso, excesso de chuvas complica semeadura do milho no Rio Grande do Sul  (Imagem: Pixabay / ietzfotos )

O plantio de soja da safra 2023/24 no Brasil perdeu ritmo por causa de problemas climáticos em Mato Grosso e atingia até quinta-feira (26) 40% da área estimada, ante 30% na semana passada e 46% em igual período da safra 2022/2023, de acordo com a AgRural.

Com clima seco e padrão irregular de chuvas no Mato Grosso, principal estado produtor do país, a consultoria diz que nas áreas mais secas e com plantio atrasado “persiste o temor de replantio de áreas mais extensas de soja e de semeadura fora da janela ideal de parte da safrinha 2024 de milho”.

No restante do país, chuvas favoráveis foram registradas em diversos estados, mas ainda é necessária uma regularidade maior em áreas do Centro-Oeste, Sudeste e Norte/Nordeste.

“O destaque positivo fica para o Paraná, onde o plantio seguiu acelerado, favorecido por uma trégua nas chuvas, e as lavouras se desenvolvem muito bem”, cita a consultoria, em boletim.

Já a semeadura de milho verão chegou a 53% da área no Centro-Sul do País, diz a AgRural, ante 46% na semana anterior e 56% em igual período do ano passado.

“Apesar da redução das chuvas no Rio Grande do Sul, o excesso de umidade ainda dificulta a entrada da plantadeiras e mantém a semeadura atrasada no estado”, diz.

Repórter no Agro Times
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Agro Times desde março de 2023. Antes do Money Times, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Agro Times desde março de 2023. Antes do Money Times, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.