Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Com cena externa indefinida, Ibovespa futuro abre com valorização

12/11/2018 - 9:44

Por Investing.com – Após encerra a sessão da última sexta-feira com leve valorização, os contratos futuros do Ibovespa iniciam a sessão desta segunda-feira com ganhos de 0,11% aos 86.300 pontos, em dia de rumos indefinidos no cenário externo, novos resultados trimestrais e expectativa de novos nomes que vão compor a equipe do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

O calendário econômico tem como destaques as pesquisas mensais de comércio (terça-feira) e do setor de serviços, além da PNDAD Contínua Trimestral (ambos na quarta-feira).

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo iniciou novembro com alta de 0,40 por cento na primeira quadrissemana, depois de subir 0,48 por cento em outubro, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta segunda-feira. O IPC-Fipe mede as variações quadrissemanais dos preços às famílias paulistanas com renda mensal entre 1 e 10 salários mínimos.

O período também reserva alguns balanços de destaque, como da Eletrobras (SA:ELET3), Light (SA:LIGT3), Banrisul (SA:BRSR6), Bradespar (SA:BRAP4), JBS (SA:JBSS3), Lojas Marisa (SA:AMAR3), Cemig (SA:CMIG4), Oi (SA:OIBR4) e Cesp (SA:CESP6), entre outras companhias.

Na agenda americana, a semana reserva apenas alguns indicadores de destaque, o que faz com que o mercado foque a maior parte de suas atenções para a discurso do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, na tarde de quarta-feira. Entre os índices, o mercado deve esperar com mais atenção os dados das vendas do varejo (quinta-feira) e da produção industrial (sexta-feira).

Bolsas Internacionais

Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,09 por cento, a 22.269 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,12 por cento, a 25.633 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 1,22 por cento, a 2.630 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 1,19 por cento, a 3.205 pontos.

Já na Europa, com os mercados em operação, a sessão demonstra ser de rumos distintos nas praças. Em Frankfurt, o DAX tem perdas de 0,61% aos 11.458 pontos, enquanto em Londres o FTSE avança 0,25% aos 7.122 pontos. Já em Paris, o CAC cai 0,09% aos 5.102 pontos.

Commodities

A jornada desta segunda-feira na bolsa de mercadorias de Dalian, na China, foi marcada pela leve desvalorização nos contratos futuros do minério der ferro. O ativo de maior liquidez, com data de vencimento no próximo mês de janeiro, as perdas foram de 0,76% a 520,00 iuanes por tonelada.

O dia também foi de perdas para os preços dos futuros do vergalhão de aço, esses transacionados na também chinesa bolsa de mercadorias de Xangai. O contrato mais negociado, para janeiro de 2019, teve queda de 119 iuanes para 3.848 iuanes por tonelada. Já o segundo mais negociado, para maio do próximo calendário, as perdas foram de 68 iuanes para 3.484 iuanes por tonelada.

No caso do petróleo, o dia aponta para uma recuperação dos preços nos mercados internacionais após a Arábia Saudita informar um corte de produção. O barril do tipo WTI, negociado em Nova York, tem alta de 0,66%, ou US$ 0,40, a US$ 60,59. Já em Londres, o Brent soma 1,28%, ou US$ 0,90, a US$ 71,08.

Mercado Corporativo

A petroquímica Braskem (SA:BRKM5) obteve uma prorrogação no prazo para entrega do formulário 20-F de 2017, documento cobrado pelo órgão regulador dos mercados financeiros dos Estados Unidos, a SEC.

Segundo a companhia, a SEC concordou em ampliar o prazo até 15 de março de 2019. A empresa afirmou em comunicado ao mercado que “ainda não concluiu os procedimentos e análises adicionais dos seus processos e controles internos”.

O 20-F é um relatório com informações detalhadas e que deve ser entregue anualmente por todas as empresas com papéis negóciados em bolsas de valores dos EUA. A entrega do documento tem que ser feito até novembro, para evitar o risco da bolsa de valores de Nova York suspender as negociações com recibos de ações (ADRs) da companhia.

O governo do Estado de São Paulo assinou nesta sexta-feira convênio de cooperação com a prefeitura de Guarulhos (SP), uma das etapas para permitir que a companhia estadual Sabesp (SA:SBSP3) inicie oferta de serviços de água e saneamento na segunda maior cidade paulista.

Segundo a estatal, a expectativa é que um contrato para a prestação de serviços pela companhia em Guarulhos seja assinado em até 30 dias.

A prefeitura de Guarulhos tem uma dívida com a Sabesp de cerca de 3,3 bilhões de reais, que será usada como moeda de troca para a estatal obter concessão para exploração de serviços de água e esgoto na cidade, afirmou mais cedo a presidente da Sabesp, Karla Trindade.

A Biosev (SA:BSEV3) informou nesta sexta-feira que assinou contrato para vender por 70 milhões de reais a totalidade do capital social da Usina Giasa à M&N Participações S.A., holding da Olho D’Água, grupo do setor sucroalcooleiro com 90 anos de tradição e atuação na região Nordeste do país.

Segundo a Biosev, um dos maiores grupos do setor sucroalcooleiro no Brasil, a venda do ativo, no município de Pedras de Fogo (PB), faz parte do programa de competitividade operacional da empresa, que possui dívidas bilionárias.

O programa busca a revisão “de potenciais alternativas estratégicas relacionadas ao seu portfolio de ativos, bem como diversificar suas fontes de financiamento, visando aumentar sua geração de caixa e fortalecer sua estrutura de capital”.

A rede de varejo farmacêutico Pague Menos divulgou nesta sexta-feira que reduziu sua projeção de abertura de lojas em 2018 de 180 para 150 unidades e cortou a estimativa para crescimento da receita neste ano, citando cenário econômico mais desafiador que o esperado, especialmente nas regiões Norte e Nordeste, onde possui a maior parte de seu faturamento.

A companhia afirmou que o investimento previsto para este ano também foi reduzido de 212 para 176 milhões de reais. Já a projeção para crescimento de vendas caiu de 8 para 6,5 por cento.

“As alterações nas projeções de abertura de lojas e consequentemente nos investimentos foram realizadas em decorrência de maior morosidade para a companhia obter as licenças necessárias para abertura das filiais”, afirmou a companhia no comunicado.

A Equatorial Energia (SA:EQTL3) pode iniciar parcialmente as operações de seus primeiros projetos no setor de transmissão já no próximo ano, bem à frente do cronograma original, que prevê conclusão no início de 2022, disse à Reuters nesta sexta-feira o diretor financeiro da companhia, Eduardo Haiama.

A empresa, que opera distribuidoras de eletricidade e tem operações em geração e comercialização, passou a disputar leilões para concessões de transmissão em 2016, e desde então já montou uma carteira com oito projetos no setor que demandarão investimentos totais de quase 5 bilhões de reais.

Desses, dois já tiveram as obras civis iniciadas, enquanto outros três obtiveram recentemente licença ambiental de instalação e poderão começar a ser implementados brevemente.

O grupo Votorantim divulgou nesta sexta-feira uma acentuada queda no lucro líquido do terceiro trimestre em relação a um ano antes, resultado pressionado pela desvalorização do real.

O lucro líquido somou 112 milhões de reais no período, queda de 78,4 por cento na comparação anual. Em comunicado, a Votorantim afirmou que a desvalorização cambial pressionou os custos da empresa com dívida, o que ofuscou as receitas maiores.

Após vender participação na fabricante de celulose Fibria (SA:FIBR3) para a Suzano (SA:SUZB3) em março, a Votorantim deixou de consolidar a Fibria em seus resultados. A medida reduziu o lucro da Votorantim, afirmou o grupo.

Preços maiores de cimento, zinco e alumínio ajudaram o grupo a ter alta de 22 por cento na receita trimestral sobre um ano antes, para 9 bilhões de reais.

Agenda de Autoridades

O presidente Michel Temer recebe o diploma de “Honoris Causa” instituído pelo Conselho Deliberativo do Instituto Liberal da Alta Noroeste, nesta segunda-feira, em Brasília. Em seguia, se reúne com Gustavo Rocha, Ministro de Estado dos Direitos Humanos e Alexandre Luiz Ramos, Ministro do Tribunal Superior do Trabalho.

Já o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, não tem compromissos públicos oficiais nesta segunda-feira, passando o dia com despachos internos em seu gabinete em Brasília.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre:

Última atualização por Gustavo Kahil - 12/11/2018 - 9:44

Cotações Crypto
Pela Web