Análise Técnica

Alerta para Ibovespa (IBOV): 83% das ações monitoradas pelo BB estão em tendência de queda

17 jun 2024, 12:01 - atualizado em 17 jun 2024, 12:01
ibovespa ibov análise gráfica do índice
Apesar de tendência pessimista generalizada, nomes como JBS e AES Brasil estão entre recomendações de compra (Imagem: Pixabay)

A semana anterior trouxe pessimismo para o Ibovespa (IBOV). Com o sinal de que o Brasil pode ter problemas em alcançar o déficit fiscal zero em 2024, o Índice recuou abaixo dos 120 mil pontos. Às 10h38 desta segunda-feira (17), ele operava em queda de 0,63%, chegando aos 118.913 pontos.

O IBOV acumula queda mensal de 1,99% e de 10,82% no ano, indo na contramão do S&P 500, que apresenta variação positiva mensal em 2,93% e 13,56% no ano.

Segundo o BB Investimentos, no atual patamar, os suportes estão mais espaçados, em 117.000 (-2,2%), 114.000 (-4,7%) e 112.100 (-6,3%). Enquanto isso, as resistências estão em 121.600 (+1,6%), 123.400 (+3,1%) e 125.800 (5,1%).

“A tendência primária (de longo prazo) do gráfico mensal sugere que a bolsa está no limite inferior de um canal de alta, patamar que, se rompido, representaria a alteração de tendência mais relevante dos últimos anos”, afirma o BB.

Maioria das ações do Ibovespa estão em tendência de baixa

Para 30 dias e considerando os 119.662 pontos, a última cotação considerada pelos analistas, o IBOV precisaria apresentar redução percentual de 0,08 para atingir o fundo, em 119.568. Já para atingir o topo, de 129.481, seria necessária uma variação de 8,21%.

Já para os 12 meses, o Índice precisaria apresentar queda de 5,96% para atingir o fundo, em 112.532. A perspectiva para o topo, em 134.194, mostra-se mais longe de ser alcançada, sendo necessária uma variação de 12,14%.

O Guia Técnico de Ações do BB Investimentos também apresenta outros pontos que podem trazer mais preocupações aos investidores brasileiros.

Dos 203 papéis monitorados, 13% (27) estão em tendência de alta ou alta consolidada. Enquanto isso, para as companhias com tendência de baixa e baixa consolidada, a leitura é de 83% (169).

Entre as empresas que apresentam tendência geral de curto prazo de alta forte, considerando o fechamento de sexta-feira (14), estão nomes como AES Brasil (AESB3), Cemig (CMIG3), São Martinho (SMTO3), Totvs (TOTS3) e JBS (JBSS3).

Com exceção de Cemig e Totvs, que não apresentam indicações, as ações citadas apresentam recomendação de “compra” pelo BB Investimentos.

Estagiária
Jornalista em formação pela Universidade de São Paulo (ECA-USP). Apaixonada pela escrita e pelo audiovisual, ingressou no Money Times em 2023.
Linkedin
Jornalista em formação pela Universidade de São Paulo (ECA-USP). Apaixonada pela escrita e pelo audiovisual, ingressou no Money Times em 2023.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.