Economia

Combustíveis: Veja preços de produtos e serviços que podem subir junto com a gasolina e o gás de cozinha

08 jul 2024, 13:21 - atualizado em 08 jul 2024, 13:21
etanol milho gasolina combustível combustíveis diesel biodiesel pis cofins
Petrobras elevou preço da gasolina e gás de cozinha; mudança nos combustíveis pode impactar outros setores da economia. (Imagem: Getty Images/Canva Pro)

Os preços dos combustíveis ficaram mais caros a partir de amanhã (9). A Petrobras (PETR3PETR4) aumentou os valores de venda da gasolina e gás de cozinha em suas distribuidoras.

Segundo a empresa, o litro da gasolina aumentará R$ 0,20, a R$ 3,01, enquanto o botijão do gás de cozinha de 13kg subirá R$ 3,10, passando a R$ 34,70.

  • LEIA MAIS: Com o Ibovespa em “apuros”, há ações de muita qualidade em preços extremamente atrativos com recomendação de compra; veja quais no Money Picks

É a primeira vez neste ano que a estatal eleva os preços para a gasolina e o gás de cozinha, enquanto o mercado apontava uma defasagem dos preços. Esse é também o primeiro ajuste feito durante a gestão da presidente da empresa, Magda Chambriard.

O último ajuste da gasolina ocorreu em 21 de outubro de 2023, uma redução, e o último aumento foi em 16 de agosto de 2023. Quanto ao gás de cozinha, os últimos ajustes ocorreram em 17 de março de 2023 e 1º de julho do mesmo ano, duas reduções. E o último aumento ocorreu em 11 de março de 2022.

Inflação escondida dos combustíveis

No entanto, essa mudança nos preços não impacta apenas quem abastece o carro. Isso porque existe uma “inflação escondida” nos produtos e serviços que leva em conta alguns fatores que compõe os preços, como câmbio e valor dos combustíveis.

Ou seja, outros produtos e serviços também podem subir nos próximos dias graças à alta na gasolina e gás de cozinha.

Transporte
Como o preço do diesel segue o mesmo, os preços de transportes não devem mudar tanto. A tendência é que o preço de fretes rodoviários e passagens de ônibus de empresas particulares sejam mantidos.

No entanto, os aplicativos de motorista podem ver os preços subir, uma vez que os carros costumam ser abastecidos com gasolina.

Como a Petrobras ainda não revisou os preços do querosene de avião, as passagens aéreas devem seguir movimento de alta. Já as passagens de ônibus municipais e estaduais não devem sofrer alterações, uma vez dependem de decisões dos prefeitos e governadores e também têm uma oscilação menor.

Alimentos
O grupo de alimentos e bebidas também pode ver uma alta nos preços, uma vez que é um dos mais afetados pelas alterações nos combustíveis. Além disso, com o aumento no gás de cozinha, os custos nos restaurantes também deve subir e pode resultar em um peso no bolso do consumidor.

Editora-chefe
Formada em Jornalismo pela PUC-SP, tem especialização em Jornalismo Internacional. Atua como editora-chefe no Money Times e já trabalhou nas redações do InfoMoney, Você S/A, Você RH, Olhar Digital e Editora Trip.
Linkedin
Formada em Jornalismo pela PUC-SP, tem especialização em Jornalismo Internacional. Atua como editora-chefe no Money Times e já trabalhou nas redações do InfoMoney, Você S/A, Você RH, Olhar Digital e Editora Trip.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.