Como bactérias podem aumentar em até 30% a produtividade do arroz?

31/07/2021 - 20:00
Arroz
Os microrganismos estão aptos a se transformar em um novo bioinsumo e só dependem de parceiros para chegarem ao mercado, segundo cientistas (Imagem: Embrapa/Elton Nolasco)

Pesquisadores da Embrapa Clima Temperado (RS) desenvolveram um consórcio de bactérias capaz de promover a Fixação Biológica de Nitrogênio (FBN) em arroz, técnica usada em leguminosas para disponibilizar à planta o nutriente presente na atmosfera.

Em experimentos, o inoculante foi capaz de aumentar em até 30% a produtividade do cereal.

Os microrganismos estão aptos a se transformar em um novo bioinsumo para a cultura e os cientistas buscam parceiros para levá-lo ao mercado.

A cultivar BRS Pampa CL, com adubação nitrogenada de cobertura reduzida (90 kg de N por hectare) combinada com dois consórcios bacterianos, resultou em elevadas produtividades em quatro safras agrícolas.

Os resultados obtidos comprovaram que a formulação de um inoculante turfoso tem eficiência agronômica na produtividade de grãos dessa cultivar.

Também foram registrados valores elevados de índice relativo de clorofila e maior acúmulo de nitrogênio nos grãos de arroz como efeito da FBN.

A produção de massa seca da parte aérea foi 33% superior em relação ao cultivo feito sem nitrogênio e sem as bactérias de Fixação Biológica do Nitrogênio.

Embrapa
“Consórcios bacterianos, com diferentes gêneros e espécies, agregam a multifuncionalidade para o benefício das plantas de arroz”, declara a  pesquisadora da Embrapa (Imagem: Embrapa/Paulo Lanzetta)

Os cientistas testaram dois grupos de bactérias. O primeiro consórcio foi formado por uma espécie de Pseudomonas e duas de Bacillus sp. e resultou em produtividade média de grãos de arroz de 10.585 kg por hectare.

O outro continha espécies de Bacillus, de Aeromicrobium e de Rhizobium apresentou produtividade média de grãos de arroz de 11.405 kg por hectare, equiparando-se à produtividade com uso da adubação completa recomendada para o arroz (11.204 Kg ha-¹).

“Ficou demonstrada a funcionalidade do gênero Bacillus para aumentar o desempenho produtivo do arroz irrigado. Além disso, os consórcios bacterianos, com diferentes gêneros e espécies, agregam a multifuncionalidade para o benefício das plantas de arroz”, declara a  pesquisadora da Embrapa Maria Laura Turino Mattos, que conduziu a pesquisa e é responsável por uma coleção com cerca de 500 microrganismos isolados para o arroz irrigado no ambiente de terras baixas.

Com informações da Embrapa

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Lucas Eurico Simões - 30/07/2021 - 15:07

Cotações Crypto
Pela Web