Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Como escolher ações: saiba quais indicadores avaliar

01/03/2020 - 10:29
Para investir em ações, não basta apenas querer, é necessário estudar um pouco sobre as empresas que você possui interesse (Imagem: Unsplash/@adamaszczos)

O número de investidores cadastrados na Bolsa de Valores só aumenta. Tem gente vindo de todos os lados, desde poupança, renda fixa, e até pessoas que, graças à internet, agora possuem a oportunidade de ter educação financeira acessível.

Pensando em todos os investidores iniciantes que querem começar a investir em ações, preparei este post com tudo o que você precisa saber sobre os principais indicadores para escolher ações.

Os tópicos que vamos abordar são:

1- O que é um indicador?

2- Onde encontrar informações sobre as ações?

3- Como escolher uma ação?

4- Quais são os principais indicadores para analisar?
4.1. ROIC
4.2. Dividend Yield
4.3. Lucro
4.4. Dívida líquida / patrimônio líquido

1. O que é um indicador?

Para investir em ações, não basta apenas querer, é necessário estudar um pouco sobre as empresas que você possui interesse. Afinal, você não vai colocar seu suado dinheiro em uma instituição que não está indo bem e não apresenta chances de crescimento, não é?

Por isso, os indicadores são tão importantes nessa jornada. Assim como o nome já diz, eles indicam questões que requerem sua atenção. São indicadores de que aquela é ou não uma boa empresa para investir.

Mas em meio a tanta informação, onde procurar e o que é essencial avaliar? 

Aqui você vai encontrar todas as respostas que precisa. E melhor, vai perceber que não é nenhum bicho de sete cabeças. Logo você vai poder começar a fazer seus aportes, ou se já começou, vai entender como melhorá-los.

Esse tipo de avaliação, chamada de “Análise Fundamentalista” é válida principalmente para quem segue a filosofia buy and hold. A premissa é: verificar se a empresa está saudável financeiramente e se possui chances valorização.

Ao escolher uma ação por meio da análise fundamentalista, você analisa os fundamentos daquela empresa. Que são os indicadores de que vou falar aqui neste post e também de outros critérios como o setor em que ela está inserida.

Para aqueles que são day traders, existe outro tipo de avaliação, a chamada “Análise Técnica”.

2. Onde encontrar informações sobre as ações?

A principal forma de você encontrar informações confiáveis sobre as empresas em que quer investir, é através do site de RI da própria empresa.

Mas o que é o site de RI?

RI significa Relação com Investidores. Toda companhia que possui ações na Bolsa de Valores, é obrigada a ter um site com dados, notícias e balanços. Para que você encontre é bem simples, basta digitar o nome da instituição + RI.

Exemplo: Qualicorp RI. Este será o resultado:

Tudo o que você precisa saber sobre companhia estará ali, dividido em cada categoria e na maioria das vezes, com uma leitura de fácil compreensão.

Outro site que é muito útil para você usar como fonte é o Fundamentus. Nele, você encontra todos os indicadores fundamentalistas, cotação, dados de balanço patrimonial, além de demonstrativos de resultados.

O fator negativo é que não há uma explicação detalhada para os números apresentados, mas isso você encontra nos relatórios trimestrais disponibilizados no site de RI. O Fundamentus é uma forma legal de você ter acesso aos indicadores de forma rápida, e se já entende um pouco sobre o assunto, conseguir se guiar.

Outra questão muito abordada pelos investidores iniciantes, é o fato de existirem mais de 300 empresas registradas na bolsa e ser completamente inviável avaliar todas as ações. Realmente, seria necessário muito tempo para isso, mas existe uma forma de você filtrá-las.

3. Como escolher uma ação

Primeiro, é legal você saber quais são as empresas listadas na bolsa. Dê só uma passadinha de olho, provavelmente você vai encontrar muitas companhias que conhece e que já utiliza os serviços e produtos. Clique aqui e veja a lista completa de empresas listadas na B3.

Escolha um setor específico:

– Bens Industriais;

– Comunicações;

– Consumo cíclico;

– Consumo não Cíclico;

– Financeiro;

– Materiais Básicos;

– Combustíveis;

– Saúde;

– Tecnologia e Informação;

– Utilidade Pública.

Supondo que você tenha escolhido o setor financeiro e o segmento bancos. Agora você pode analisar as empresas usando dos indicadores, pois sua lista reduziu de mais de 300 empresas para no máximo 30. Legal, né?

Lembrando que todas as informações sobre isso você encontra no site da B3, ok?

Setor, ok? Segmento, ok? Estuda os indicadores para analisar as empresas de uma vez.

4. Quais são os principais indicadores para analisar?

Existem diversos indicadores que podem ser avaliados, cabe ao investidor decidir quais são essenciais, mas existem a alguns que são unânimes entre investidores e analistas. Esses são essenciais que você dê uma olhadinha, para ter uma noção de como está a empresa.

4.1. ROIC – Retorno sobre o Capital Investido

Fazendo essa conta, você consegue saber o lucro da empresa de acordo com cada real investido, e isso mostra quão bem a empresa utiliza seus recursos.

Ex: uma empresa que tem 9% de ROIC e R$ 100,00 investido, significa que ela tem R$ 9,00 de lucro;

Vantagem:

– Através desse indicador, é possível comparar empresas do mesmo setor;

– É um bom indicador de vantagem competitiva, ou seja, se uma empresa consegue fazer muito mais lucro que outra, com o mesmo valor investido, indica que ela tem uma vantagem competitiva.

Desvantagem:

– É um indicador isolado, você não pode tomar todas as decisões baseadas nele;

– Mostra a competência para trabalhar com os recursos, e não a geração de caixa pela empresa.

4.2. Dividend Yield

O Dividend Yield é o lucro líquido da empresa distribuído entres os acionistas. Esse valor é distribuído de acordo com o número de ações que você possui. Analisar esse indicador é muito importante, principalmente se você pretende viver de renda.

Mas como posso saber se os dividendos que a empresa está pagando são justos?

A resposta é simples: compare. Mas lembre sempre de comparar empresas de um mesmo setor, ok?

Se paga muitos dividendos significa necessariamente que é uma empresa melhor do que outra? Não.

Pequenas instituições que ainda estão conquistando espaço no mercado, como as Small Caps, por exemplo, são empresas que pagam menos dividendos do que outras que já estão consolidadas.

Isso porque essas instituições possuem maiores gastos para expandir mercado e, para conseguir que a empresa alcance outros patamares, elas investem e reinvestem mais capital, consequentemente, os dividendos não serão tão altos.

Empresas que não possuem tantos gastos com investimentos para expandir o negócio (por já serem grandes), tendem a pagar mais dividendos para seus acionistas (isso não é uma regra).

Isso não significa, necessariamente, que uma empresa que paga pouco dividendos não seja boa, pode ser que ela só esteja em fase de expansão. Por isso, é importante que você analise outros indicadores, para entender a empresa como um todo.

Afinal, a empresa que paga poucos dividendos hoje, pode ser a empresa que lhe renderá muitos dividendos amanhã. Isso depende de um fator chamado: potencial de crescimento.

4.3. Lucro

O lucro é o faturamento da empresa com a subtração dos gastos. Ou seja, esse indicador mostra quanto de retorno a empresa tem considerando todo o capital investido.

Por exemplo: uma empresa que produz cadernos investiu R$ 100.000,00 na produção, somando o material utilizado, a mão de obra, gastos com maquinário, entre outros. Após vender todos os cadernos, o valor final que a empresa faturou foi de R$ 180.000,00.

Subtraindo os R$ 100.000,00 de gastos, a empresa teve um lucro líquido de R$ 80.000,00. Esse valor será repassado para os acionistas através de dividendos, que comentei no item acima. Ou podem ser reinvestidos, caso seja necessário.

Quanto maior for o lucro da empresa, melhor será para os acionistas que têm como foco os dividendos.

Uma observação importante é: quando você for olhar o gráfico de lucros de uma empresa, se aparecer que ele está abaixo de zero, significa que naquele período a empresa não teve lucro algum, isso pode acontecer por ‘n’ fatores.

Lembre-se sempre de considerar se a companhia está passando por uma fase de crescimento.

Mas uma coisa é certa: empresas com lucros abaixo de zero não distribuem dividendos naquele período.

4.4. Dívida líquida / Patrimônio líquido

Dívida líquida sobre patrimônio líquido é um bom indicador para comparar empresas. Ele mostra se a empresa está tendo retorno suficiente para pagar suas dívidas.

Sempre que a dívida for maior que o patrimônio, significa que ela não está tendo retorno suficiente, ou que não está sabendo usar seus recursos devidamente. Evite empresas que apresentem esses números.

Dica: tire umas duas horas do seu final de semana para ler o relatório das empresas que você tem interesse.

Nesses documentos, a instituição explica os números. Como as razões para as contas estarem altas, os rendimentos não terem sido como o esperado, a aquisição de novas empresas que serão anexadas ao grupo, e outras informações relevantes para que você saiba como a companhia funciona e em quem você está investindo.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Leia mais sobre: Ações, Empresas, Mercados, Opinião, Yubb

Última atualização por Vitória Fernandes - 28/02/2020 - 16:10