Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Como funciona a dinâmica de um fundo imobiliário de shoppings? Veja estudo da XP

24/01/2020 - 12:14
Corretora explica funcionamento de centros comerciais (Imagem: Usnplash/@yan_slg)

Existem diversos fundos imobiliários, divididos entre o tipo de gestão realizada (ativa ou passiva) e pelos setores de atuação.

A gestão ativa é quando pode-se comprar e vender imóveis ou ativos financeiros de forma indiscriminada, e a passiva segue padrões pré-determinados no regulamento.

Em relação aos segmentos, os fundos imobiliários podem investir em hotéis, escritórios comerciais, galpões logísticos, entre outros tipos de empreendimentos.

Detalhamento

Especificamente no segmento de shoppings, a XP Investimentos publicou estudo sobre como funciona a dinâmica destes tipos de fundos de investimento.

Inicialmente, o fundo imobiliário capta recursos no mercado através de oferta pública e os investidores, denominados cotistas, compram parte deste fundo.

Com o montante levantado, os gestores compram participações em shoppings e alugam os espaços para os lojistas.

Retirando os custos fixos da receita, como condomínio e IPTU, os gestores depositam na conta corrente o restante dos ganhos aos cotistas, com distribuição de no mínimo 95% dos lucros.

“Deste modo, através dos fundos imobiliários é possível atingir diversificação em vários níveis, de modo a reduzir o risco da operação e a volatilidade nos resultados”, explica o analista Luís Arouca.

Tipos de lojas

Em relação à dinâmica de um shopping center, existem quatro tipos distintos de lojas: âncoras; megalojas, satélites e lojas de conveniência.

“O aluguel mensal é cobrado em função do aluguel fixo, além de um eventual valor adicional proporcional às vendas que excederem determinado valor estipulado em contrato”, completa a XP Investimentos.

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 24/01/2020 - 12:14