Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Como ganhar da inflação com os seus investimentos

10/05/2020 - 16:05
Dinheiro
Ao fazer um investimento, o mínimo que você espera é que ele ultrapasse a inflação (Imagem: Pixabay)

Como você já deve saber, o objetivo de um investimento é, no mínimo, ganhar da inflação. Com a SELIC tão baixa, muitas pessoas ficam preocupadas porque não querem perder poder de compra, ou seja, não querem perder dinheiro. Para quem quer saber a relação dos investimentos e inflação, no post de hoje, vou te dar algumas dicas para você ganhar da inflação com seus investimentos.

Tópicos que vou abordar no post:

1. Por que se preocupar com a inflação?
2. Rentabilidade real
3. Investimentos para ganhar da inflação
3.1. Renda fixa
3.2. Renda variável

Vem comigo?

1. Por que se preocupar com a inflação?

Basicamente, inflação é o aumento geral de preços. Sabe os preços que aumentam no supermercado? Então!

Ao fazer um investimento, o MÍNIMO que você espera é que ele ultrapasse a inflação. Isso porque, se o seu dinheiro ficar parado, você está perdendo poder de compra.

É por isso que você precisa se preocupar tanto com a inflação nos seus investimentos. Sua rentabilidade precisa estar acima da inflação para seu dinheiro não ser corroído com o tempo.

Mas como saber qual é esse valor?

Inflação é o conceito e não a taxa. O indicador oficial do governo brasileiro que mede a inflação é o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) e é publicado pelo mensalmente pelo IBGE.

Para saber qual foi a inflação nos últimos meses, basta entrar no site do IBGE. No dia em que estou escrevendo este post, o IPCA acumulado de 12 meses é de 3,30%. Se o valor estiver diferente no dia em que você está lendo, deixe seu comentário! 😉

Essa é a inflação que já passou.

Se você quiser saber qual é a projeção da inflação para os próximos meses, basta entrar no site do Banco Central e fazer o download do Boletim Focus. Toda segunda-feira sai um novo boletim com uma nova projeção.

É essa inflação projetada que você precisa usar para analisar seus futuros investimentos.

2. Rentabilidade real

A rentabilidade bruta de um investimento é, normalmente, o que você encontra nos sites dos bancos, corretoras e no Yubb. É a rentabilidade do investimento sem nenhum desconto de taxas cobradas.

A rentabilidade líquida, por outro lado, é a rentabilidade já com o desconto de taxas – sejam elas taxas de corretagem, imposto de renda, IOF, taxa de administração e assim por diante. É sempre importante analisar a rentabilidade líquida.

Mas existe um terceiro tipo que é pouco falado que é a rentabilidade real.

A rentabilidade real é quanto o investimento rendeu acima da inflação. Ou seja, quanto realmente você ganhou de dinheiro sem ser corroído pela inflação.

moedas real
A rentabilidade real é o quanto você realmente ganhou de dinheiro sem ser corroído pela inflação (Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Muitas pessoas acham que a rentabilidade real é apenas subtrair a inflação projetada para o período da rentabilidade líquida do investimento. Vou usar um exemplo para você entender.

Você quer investir em um CDB que rende 6% ao ano e possui o prazo de um ano. Para calcular a rentabilidade líquida do investimento, você usa a alíquota de IR de um ano e chega ao valor de 4,94% ao ano (no Yubb, já mostramos tudo isso para você!).

Mas você quer saber quanto ganharia já descontando a inflação do período. Nesse caso, você usa a inflação projetada para um ano. No dia em que este post foi escrito, a inflação projetada é de 1,97% para 2020.

Parece simples, né? Basta fazer:

4,94% – 1,97% = 2,97%

Ou seja, você descobre que terá 2,97% de rentabilidade acima da inflação. Mas não é bem assim.

Esse é um cálculo bem cru. Se você for um investidor iniciante, pode ser uma boa forma de ter uma noção se aquele investimento está pagando acima da inflação. No entanto, não é o cálculo correto.

Existe uma fórmula matemática que calcula a rentabilidade real do seu investimento. É ela:

Rentabilidade Real = { [ ( 1 + Rentabilidade Líquida) / (1 + Inflação) ] – 1} x 100

Pode parecer assustador, mas vamos lá. Vou te mostrar como fazer:

  • Coloque os valores de rendimento líquido e inflação em formas decimais. Para isso, é só dividir por 100.
    Exemplo:
    rentabilidade líquida = 0,0494
    inflação = 0,0197
  • Some 1 nos dois valores.
    Exemplo:
    rentabilidade líquida = 1,0494
    inflação = 1,0197
  • Divida o primeiro valor encontrado pelo segundo.
    Exemplo:
    1,0494 / 1,0197 = 1,029126214
  • Subtraia 1 desse número.
    Exemplo:
    1,029126214 – 1 = 0,029126214
  • Multiplique por 100.
    Exemplo:
    2,912621359

Essa é a rentabilidade real do investimento: 2,91%.

Como você pode ver, é diferente do 2,97% que deu lá em cima quando fizemos aquela subtração simples. Por isso, é importante saber o cálculo correto.

Mas, se você quiser apenas ter uma noção se o seu investimento vai ganhar da inflação ou não, a subtração pode ser uma boa opção.

3. Investimentos para ganhar da inflação

Na data deste post, a SELIC, taxa básica de juros, está em 3%. E, como disse acima, a inflação projetada está em 1,97%.

Como você pode ver, é uma margem muito pequena entre a SELIC e a inflação. Por esse motivo, é muito importante se atentar à rentabilidade real dos seus investimentos.

Mas quais investimentos buscar? Vamos lá!

3.1. Renda fixa

Dinheiro
Títulos públicos do Tesouro Direto, CDBs, LCIs, LCAs, RDBs, LCs e debêntures são alguns exemplos de investimentos em renda fixa (Imagem: Agência Brasil/Marcelo Casal Jr.)

Os investimentos em renda fixa são os mais seguros. Títulos públicos do Tesouro Direto, CDBs, LCIs, LCAs, RDBs, LCs e debêntures são alguns exemplos de investimentos em renda fixa.

Eles são mais seguros porque, normalmente, contam com alguma garantia. Pode ser a garantia do Tesouro Nacional (governo federal) ou do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Se você está querendo investir para a sua reserva de emergência, busque opções com liquidez diária. Temos um vídeo bem completo sobre isso – falando sobre investir a reserva de emergência em tempos de SELIC baixa. Clique aqui para saber mais!

Mas, a dica aqui é muito simples. Se você está buscando ganhar acima da inflação em investimentos de renda fixa, busque títulos que pagam, no mínimo, mais de 100% do CDI.

Eu digo isso porque, se for para ganhar apenas 100% do CDI, é melhor você investir na segurança do Tesouro Direto com o Tesouro SELIC.

No Yubb, você pode fazer uma busca personalizada com valor e prazo e encontrar os melhores investimentos em renda fixa em bancos e corretoras.

3.2. Renda variável

Aqui o cenário muda um pouquinho. Quando falamos de renda variável, estamos falando de ações da bolsa, ETFs, fundos imobiliários e outros tipos de ativos que são mais arriscados.

Como eles são mais arriscados, você pode ter um ganho muito maior. Mas, por outro lado, o ativo sofre mais oscilação e você pode perder dinheiro. É um risco que você corre por uma boa rentabilidade.

Mas o que fazer? Vou deixar duas dicas:

  • Foque em diversificação. É muito fácil encontrar uma carteira de renda variável que ganhe muito acima da inflação. Uma CARTEIRA, não um investimento. Quando você investe em diferentes tipos de ativo, é mais fácil ter um equilíbrio e ganhar dinheiro acima da inflação.
  • Pense no longo prazo. O investimento em renda variável, principalmente na bolsa de valores, precisa ser planejado para o longo prazo. Quanto mais tempo seu dinheiro fica investido, mais chance você tem de ele superar a inflação acumulada naquele período e você ter altos ganhos para a sua aposentadoria, por exemplo.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Gustavo Kahil - 10/05/2020 - 17:12