Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Compre a ação da Sequoia e aproveite a expansão do e-commerce

14/12/2020 - 15:16
Sequoia-Logística
Segundo o analista Luis Sales, que assina o relatório, a companhia de logística tem tudo para ganhar com a explosão do e-commerce (Imagem: Sequoia/Divulgação)

A Guide Investimentos iniciou a cobertura da Sequoia (SEQL3) destacando o seu grande potencial em relação ao e-commerce, mostra relatório publicado nesta segunda-feira (14).

A corretora recomendou a compra das ações, com preço-alvo de R$ 23, o que implica potencial de valorização de 15% em relação ao último fechamento.

Segundo o analista Luis Sales, que assina o relatório, a companhia de logística tem tudo para ganhar com a explosão do e-commerce, que foi decisivo durante a pandemia do coronavírus.

A empresa, que oferece serviços de logística, como armazenamento, manuseio, separação, embalagem e expedição, viu sua parcela de receita de vendas com e-commerce disparar durante a pandemia. Com isso, mesmo com a crise econômica provocada pela doença, a Sequoia conseguiu segurar as pontas e crescer durante o período.

No terceiro trimestre, a companhia obteve lucro líquido ajustado de R$ 13,9 milhões, salto de 192%.

No release de resultados, a Sequoia destaca a contribuição das operações B2C, isto é, os serviços de entrega a consumidores finais, no segmento “última milha.

“O desempenho surpreendeu as expectativas da empresa e provaram a sua resiliência ao enfrentar o período de crise mantendo sua rentabilidade e aproveitar as novas oportunidades”, argumenta.

O analista destaca também que a companhia conta com base de clientes diferenciada, atendendo empresas com grande participação do mercado, como Amazon, Magazine Luiza (MGLU3) e Via Varejo (VVAR3), no comércio entre empresas; Dell, Apple e C&A (CEAB3), no comércio entre prestadoras de serviço; e Santander  (SANB11) e Tim (TIMS3), em logística.

Ponto fora da curva

Para Sales, em geral, o mercado de logística que atende o e-commerce hoje é ineficiente, já que conta com poucos competidores, com soluções pouco inovadoras, uma série de burocracias, além de uma infraestrutura limitada em estradas, portos e aeroportos.

“Diante disso, surge a Sequoia com um modelo diferenciado, altamente adaptável às diferentes demandas, facilmente escalável e muito bem gerido”, afirma.

A empresa aposta na estratégia de alugar todos os galpões, caminhões e embarcadores que integram sua operação. Para manter o controle e qualidade da estrutura, ela insere todos os contratados em um sistema, onde consegue monitorar o processo por meio de sua tecnologia.

“A adoção deste modelo de negócio, permite escalar seu serviço de forma muito rápida e ainda oferecer soluções altamente personalizadas para cada tipo de negócio e cliente, conferindo eficiência operacional e níveis de serviço confiáveis em cada etapa da cadeia de entrega”, pontua.

Outro ponto levantado pelo analista diz respeito às métricas ESG (Governança Ambiental, Social e Corporativa).

Para ele, a empresa é exemplo em governança corporativa, “o que inclusive a ajudou a ter um processo de IPO rápido e eficiente e também dedica esforços a pilares ambientais e sociais”, diz.

O investidor deve ficar atento para as futuras aquisições da Sequoia, visando expandir sua atuação tanto em termos geográficos, quanto de portfólio (Imagem: Reprodução/Sequoia Logística)

Pontos para acompanhar

Sales lista alguns itens que oferecem grande potencial para empresa, entre eles a automatização de seus Centros de Distribuição, que hoje somam 11 unidades automatizadas. Esse número aumentará para 26 nos próximos anos.

Além disso, o investidor deve ficar atento para as futuras aquisições da Sequoia, visando expandir sua atuação tanto em termos geográficos, quanto de portfólio.

Na última sexta-feira (14), a companhia assinou contrato para comprar a 100% da Prime Express Logística e da Prime Logística e Transportes Eireli. A empresa é especializada no e-commerce de produtos de grande porte, conhecidos, no setor logístico, como de “médio rodo” e “rodo pesado”.

A Sequoia deve utilizar 52,50% dos recursos obtidos com o IPO (oferta pública de ações, em português) para expansão inorgânica, por meio de aquisições nos segmentos de logística, transporte e/ou tecnologia.

“Vale ressaltar que ao analisar novas oportunidades de compra no mercado, a empresa busca grande sinergia e complementaridade com sua operação, por conta disso, os ativos conseguem integrar sua operação à da Sequoia pelo período médio de um ano”, disse Sales.

Por volta das 14h48, as ações da Sequoia disparam 5,16%, a R$ 21.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Renan Dantas - 15/12/2020 - 2:51