Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Conab diz que revisará dados sobre soja em meio a exportação acima do previsto

09/01/2020 - 16:29
Soja importada pela China
A  Conab suspendeu a publicação do quadro de oferta e demanda da soja (Imagem: REUTERS/Stringer)

As estimativas de oferta e demanda de soja da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para a safra 2018/19 do Brasil, já finalizada, estão em revisão, após as exportações de 2019 ficarem maiores do seria permitido de acordo com os dados da estatal.

À Reuters, a Conab disse ainda nesta quinta-feira que “o mercado sugere que haja uma diferença na produção das últimas safras (2017/2018 e 2018/2019), que poderiam estar subestimadas”, mesmo que a companhia tenha estimativas que apontam colheitas maiores do que alguns órgãos.

“Portanto, o processo de revisão deverá ser minucioso e necessita de fundamentação técnica para validação de metodologias alternativas para conferir as estatísticas”, acrescentou a Conab.

Em meio ao processo de revisão, a Conab suspendeu a publicação do quadro de oferta e demanda da soja, que seria feita na véspera juntamente com os dados mensais de safra, que foram divulgados na quarta-feira.

A Conab afirmou que a publicação dos dados sobre a oleaginosa “foi suspensa em função do balanço não comportar as exportações de 74 milhões toneladas de soja que foram registradas em 2019”.

A Conab cita dados de exportação do Comex Stat, do Ministério da Economia.

Entretanto, dados mensais compilados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do mesmo ministério, apontam para embarques de 77,9 milhões de toneladas no ano passado.

A Conab disse ainda que será divulgado brevemente um novo quadro de oferta e demanda para a soja, sem citar prazos.

Ainda que tenham caído ante o recorde de 2018, de 83,8 milhões de toneladas, segundo a Secex, as exportações do maior exportador global da oleaginosa fecharam acima da projeção da associação da indústria Abiove, de 72 milhões de toneladas de soja.

Soja
As exportações do maior exportador global da oleaginosa fecharam acima da projeção da associação da indústria Abiove, de 72 milhões (Imagem: REUTERS/Stringer)

A safra de soja 2018/19 havia sido apontada anteriormente pela estatal em dezembro em 115 milhões de toneladas. Já as exportações eram esperadas pela Conab em 70 milhões de toneladas.

No relatório desta semana, a estatal também não divulgou projeção para as exportações da safra 2019/20 .

Em agosto do ano passado, o diretor de Política Agrícola e Informações da Conab, Guilherme Bastos, havia dito à Reuters que o quadro de oferta e demanda do Brasil estava bem apertado, após uma quebra de safra.

Ele disse ainda, naquela oportunidade, que o quadro da Conab não dava espaço para exportações de 72 milhões de toneladas em 2019, conforme estimava à época a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), e que a estatal estava “revisitando” seus números.

Ainda assim, a Conab não alterou suas projeções desde então. A Abiove, em dezembro, ainda apontava 72 milhões de toneladas para as exportações em 2019.

A Conab havia estimado em dezembro estoques finais na temporada 2018/19 em 1,57 milhão de toneladas.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Bruno Andrade - 09/01/2020 - 16:30