Confira métricas da plataforma Augur e análise de preço do token REP

02/09/2020 - 11:56
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
augur
Com o lançamento da segunda versão, diversas melhorias têm o potencial de dar vida ao que se tornou uma aplicação-fantasma (Imagem: Facebook/Augur)

Parte 1

Em relação ao desenvolvimento, o projeto REP possui 45 repositórios (ou “repos”) no GitHub, com 25 desenvolvedores enviando 7.644 contribuições (ou “commits”) ao repositório principal no último ano.

Tom Haile e Phoebe Mirman foram os que mais contribuíram nesse repositório no último ano. Existem 11 marcadas como “área/auditoria” e 41 sendo desenvolvidas para a segunda versão. A segunda versão da Augur, lançada em agosto, exigiu a migração de tokens para novos endereços de contrato.

(Imagem: GitHub – AugurProject/augur)

Grande parte das moedas usam a comunidade de desenvolvedores do GitHub. Arquivos são salvos em pastas chamadas de “repositórios” ou “repos”.

Alterações a esses arquivos são registradas com “contribuições”, que salvam um registro das alterações realizadas, além de quando e por quem.

Apesar de contribuições representarem quantidade e não necessariamente qualidade, um grande número de contribuições pode significar maior interesse e atividade por desenvolvedores.

Em relação à rede, atividade na Augur continuou a diminuir nos últimos dois anos. O valor total em dólares bloqueado na Augur também caiu para baixas recordes, que indica uma queda na atividade e no valor em ETH.

Qualquer aumento nessas métricas após o lançamento da segunda versão podem servir como um sinal de ímpeto positivo para o token REP.

O processo de migração de tokens deve servir como uma reinicialização de qualquer REP dormente, em corretoras ou retidos por pessoas, e um aumento drástico e temporário na atividade em blockchain do token.

Atividade em contratos autônomos da Augur.
Valor total bloqueado na Augur em dólares (Imagem: DeFi Pulse)

Transações diárias do token REP (linha vermelha do gráfico abaixo) variaram entre 100 e 600 no último ano com aumentos de 1,6 mil recentemente. Ao todo, transações diárias aumentaram bastante no início de 2020.

Os valores médios de transações (preenchimento verde do gráfico abaixo) variaram entre US$ 500 e US$ 10 mil nos últimos dois anos, aumentando recentemente para US$ 125 mil com a migração dos tokens para a segunda versão.

No futuro, um aumento consistente e significativo em ambas as métricas pode ser considerado como um indicador positivo para o ativo.

(Imagem: CoinMetrics)

O valor da rede Kalichkin nos últimos 30 dias para estimar a proporção de transações diárias no blockchain (NVT) (linha vermelha do gráfico abaixo) está 22, uma baixa recorde.

Geralmente, um aumento na NVT sugere que uma moeda está sobrevalorizada com base em sua utilidade e atividade econômica, que deve ser considerado como um indicador negativo de preço, enquanto uma tendência de baixa na NVT sugere o oposto.

Quando a segunda versão for ao ar, NVT deve continuar a diminuir se a plataforma crescer em popularidade.

Endereços ativos e únicos também são importantes de se considerar ao determinar o valor fundamental da rede usando a lei de Metcalfe. Endereços ativos mensais continuaram estáveis nos últimos dois anos, variando entre 150 e 500 (preenchimento verde do gráfico abaixo).

Desde maio, endereços ativos duplicaram, de 225 para 500. Quando a segunda versão estiver completamente on-line, NVT deve continuar diminuindo e endereços ativos mensais devem aumentar drasticamente se a plataforma ficar popular.

(Imagem: CoinMetrics)

Análise técnica

Possíveis roteiros de desenvolvimento (“roadmaps”) para mudanças de tendência podem deduzidos usando Médias Móveis Exponenciais (MMEs), perfil de volume do intervalo visível (VPVR), pontos de pivô, osciladores, divergências e a Nuvem de Ichimoku.

Clique aqui para acessar mais informações sobre as análises técnicas descritas abaixo.

Médias Móveis Exponenciais (MMEs) são um indicador técnico de gráfico que rastreia o preço de um investimento ao longo do tempo.

Nos últimos dois anos, o preço do par REP/USD variou bastante entre US$ 7 e US$ 17,50. No gráfico diário, as MMEs de 50 dias e 200 dias se cruzaram positivamente em maio, resultando em um rali positivo de 85% nos últimos cem dias.

O perfil de volume do intervalo visível (VPVR) é um indicador que mostra a atividade de negociação ao longo de um período específico de tempo a certos níveis de preço. Assim, mostra o que foi comprado e vendido a esses níveis atuais.

Com base no VPVR (barras horizontais do gráfico abaixo) e pivô anual, o suporte está em US$ 20 com resistência em US$ 30. Houve relativamente pouco volume acima do preço de US$ 20. A resistência do pivô anual também está em US$ 33.

Além disso, o volume e o índice de força relativa (IRS) mostram uma crescente divergência de baixa, sugerindo um enfraquecimento no ímpeto de alta.

A Nuvem de Ichimoku é uma coleção de indicadores técnicos que mostram os níveis de apoio e resistência, bem como o ímpeto e a direção da tendência.

Considerando a Nuvem de Ichimoku, existem quatro métricas essenciais: o preço atual em relação à nuvem, a cor da nuvem (vermelho para baixa, verde para alta), as cruzes Tenkan (T) e Kijun (K) e o período de atraso (“lagging span”).

A melhor entrada acontece quando a maioria dos sinais disparam de baixa para alta, ou vice-versa.

O status das métricas diárias da Nuvem com configurações duplicadas (20/60/120/30) para sinais mais precisos, indicam uma alta. O preço à vista está acima da Nuvem, então a Nuvem indica uma alta, assim como as cruzes T/K. O período de atraso está acima da Nuvem e do preço à vista.

A tendência continuará positiva contanto que o preço à vista permaneça acima da Nuvem, atualmente em US$ 19.

Por fim, o gráfico diário para o par REP/BTC mostra métricas neutras de tendência com o preço acima da MME de 200 dias, mas abaixo da Nuvem. Historicamente, o par passou pouco tempo acima de ambas as métricas. Ao todo, existe um suporte mínimo entre 0,0007 BTC e 0,0011 BTC.

Após o lançamento completo da segunda versão, o ímpeto positivo precisará ganhar novamente o suporte histórico e a zona de resistência em 0,0017. Volume positivo e significativo está entre 0,0035 BTC e 0,0070 BTC, na zona psicológica de 0,0050 BTC, mostrando grande parte do volume histórico.

Apesar de uma oferta inicial de moeda (ICO) bem-sucedida em 2015, Augur está demorando para obter atenção como um protocolo favorável a usuários.

Inicialmente prejudicada por vulnerabilidades na programação, a plataforma continuou a ser prejudicada por um design ruim, falta de opções, custos de gás e volatilidade no preço do ETH.

Com o lançamento da segunda versão, diversas melhorias têm o potencial de dar vida ao que se tornou uma aplicação-fantasma.

Uma interface de usuário melhorada para negociação e apostas, junto com mercados denominados em DAI e acessibilidade melhorada a dapps, devem aumentar o potencial de se tornar em uma plataforma descentralizada popular de apostas em um mercado cada vez mais acessado.

Porém, um obstáculo restante é o escrutínio regulatório dos legisladores americanos, entre outros.

Aspectos técnicos para o par REP/USD mostram uma tendência saudável de alta, conforme o preço de mantém acima da MME de 200 dias e da Nuvem. Pivôs anuais e VPVR mostram forte suporte em US$ 20 com resistência de alta em US$ 30.

Aspectos técnicos para REP/BTC também revelam uma tendência neutra conforme o preço se mantém acima da MME de 200 dias, mas abaixo da Nuvem diária. Preços-alvo a longo prazo com base no VPVR e na resistência psicológica estão em 0,0050 BTC.

O sucesso de ambos os pares depende do lançamento e apresentação da segunda versão, bem como do caso de uso do token REP na nova plataforma da Augur.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 02/09/2020 - 11:56

Cotações Crypto
Pela Web