Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Consumidor pagou 43% mais caro na gasolina no Ano Novo, diz Ticket Log

Bruno Andrade
17/01/2022 - 14:55
Gasolina
Alta é em relação ao Réveillon de 2020 para 2021 (Imagem: Reuters/Ricardo Moraes)

O brasileiro pagou 43% mais caro na gasolina entre os dias 31 de dezembro de 2021, 1 e 2 de janeiro de 2022, na comparação com os últimos 12 meses, segundo levantamento da Ticket Log divulgado nesta segunda-feira (17).

No geral, a gasolina custava R$ 4,77 por litro no final de 2020, ante R$ 6,84 por litro no último dia de 2021.

O preço do etanol também aumentou em relação ao Réveillon 2020/2021, subindo 53,19%, passando de R$ 3,70 para R$ 5,68.

Preço em 2022

Atualmente, a gasolina teve um leve recuo e ficou a R$ 6,83 por litro na média nacional, leve queda de 0,89% em relação a dezembro de 2021.

A região com o valor mais caro para o consumidor foi a Sudeste, com o litro da gasolina a R$ 6,89 na média.

A região Sul ficou com o combustível mais em conta, a R$ 6,55 por litro.

Já o etanol fechou os primeiros dias do ano a R$ 5,758, um recuo de 0,36% no valor, que no mês passado estava a R$ 5,779.

Porém, se comparado ao mês de janeiro de 2021, a gasolina ainda está 41,79% mais cara e o etanol, 52,37%.

Para Douglas Pina, head de mercado urbano da Edenred Brasil, o consumidor deve acompanhar “o impacto de alguns eventos, como o último anúncio de alta no valor de repasse às refinarias, anunciado nesta semana”.

Por fim, ele afirma que a gasolina ainda é mais vantajosa que o etanol em boa parte do Brasil, exceto em Goiás e Mato Grosso, que tiveram o etanol como o mais favorável e para o Amapá, onde o levantamento não conseguiu nalisar os dados.

Última atualização por Tamires Vitorio - 17/01/2022 - 14:55

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto