MT Labs

BBAS3, BBDC4 ou ITUB4? Enquanto a bolsa ‘derrete’, um desses ‘bancões’ é grande oportunidade de compra agora, diz analista

07 jun 2024, 10:00 - atualizado em 07 jun 2024, 16:18
bancos acoes bancoes bolsa ibovespa bbas3 bbdc4 itub4
Analista da Empiricus afirma que grande banco nacional negocia em ‘promoção’ na bolsa e é boa opção para proteger a carteira (Imagem: Divulgação / Montagem: Bruna Martins)

A bolsa brasileira parece viver uma ressaca sem fim. Na última quarta-feira (5), o Ibovespa fechou em queda pelo sexto pregão consecutivo, aos 121.407 pontos – renovando mais uma vez suas mínimas em 2024. 

Dessa vez, o que derrubou o índice foram as commodities. Em um dia de declínio do minério de ferro e do petróleo no exterior, o recuo dos papéis de Vale (VALE3) e Petrobras (PETR4) foi responsável por mais um recorde negativo do Ibovespa neste ano. 

Fora isso, o “fantasma” da inflação também tem assombrado os investidores nas últimas semanas, especialmente com o temor pelos possíveis efeitos da tragédia do Rio Grande do Sul ao longo dos próximos meses. 

Mas será que esse movimento da bolsa brasileira está verdadeiramente ancorado em dados e expectativas concretas? Ou trata-se de uma baixa exagerada nos ativos?

Para a analista de ações Larissa Quaresma, “o sentimento se deteriorou muito mais intensamente do que a piora de fundamento”. Em outras palavras, os ativos de risco daqui estão sofrendo uma queda muito mais acentuada do que deveriam, neste momento. 

As bolsas americanas já vêm de um maio forte e ampliam os ganhos neste começo de junho. “Para que as nossas ações permaneçam descoladas desse movimento, algo de muito ruim precisa estar acontecendo no país. Será que é mesmo o caso?”, questiona a analista.

10 AÇÕES DEFENSIVAS PARA COMPRAR AGORA: ACESSE AQUI

Se a bolsa cai de forma exagerada, surgem as oportunidades para o investidor ‘esperto’

É nesse momento que surgem grandes oportunidades na bolsa brasileira. Mais especificamente, a analista destaca que é hora de aproveitar para pagar barato em ações de empresas sólidas, de qualidade e fundamentos consistentes, que estão negociando muito abaixo do que realmente valem. 

“Nesse momento de maior turbulência doméstica, a penalização sobre as ações tem sido generalizada, com pouca diferenciação entre os fundamentos das empresas. Isso abre oportunidade em companhias de excelente qualidade, agora na promoção”, diz a analista que atua pela Empiricus Research, empresa do grupo BTG Pactual. 

Esse é o caso da ação de um grande banco nacional. Na opinião da analista, é o melhor bancão para investir agora: “uma ação ao mesmo tempo defensiva e que oferece um potencial de valorização interessante”, diz Quaresma. 

CONHEÇA AQUI O MELHOR ‘BANCÃO’ PARA INVESTIR AGORA

O banco que você precisa ter na carteira agora

Entre Banco do Brasil (BBAS3), Bradesco (BBDC4) e Itaú (ITUB4), apenas um desses bancões está presente na carteira recomendada de ações para comprar agora, elaborada pela analista Larissa Quaresma. 

E isso acontece porque, segundo ela, esse banco nacional em específico vive grande oportunidade de compra. 

É uma dessas “barganhas” que surgem poucas vezes na bolsa – e que precisam ser aproveitadas por quem quer pagar barato em ações “premium”.

O papel dessa companhia negocia agora a 7,6x seu lucro estimado para 2024 e a 1,7x seu valor patrimonial, “múltiplos bem atrativos”, segundo Quaresma. 

Ainda de acordo com a analista, esse bancão deve aumentar seu lucro em 13% neste ano, entregando um retorno sobre o patrimônio líquido de 21%.

“Para uma companhia que já lucrou mais de R$ 30 bilhões no ano passado, é um crescimento bem interessante – ainda com uma boa rentabilidade”, reforça.

E você ainda poderá encher o bolso de dividendos

Se o lucro tende a subir, o olho do investidor já pode começar a brilhar, pois isso pode significar aumento nos dividendos. Principalmente porque esse bancão também subiu o seu payout recentemente – ou seja, a proporção dos lucros que é paga a seus acionistas.

Após o aumento do seu payout, o banco deve distribuir entre 50% e 60% do lucro deste ano, o que perfaz um dividend yield de 8,0% para 2024, aos preços atuais. 

“Se nada der certo, 8% do valor investido pingará na sua conta na forma de dividendos, uma proposição de risco-retorno bem atrativa”, destaca Larissa Quaresma. 

E vale lembrar que esse banco distribui dividendos mensalmente. Todo mês, seus acionistas podem ver o retorno pingando na conta em forma de participação nos lucros.

VEJA AQUI O BANCÃO QUE ESTÁ EM ‘PROMOÇÃO’, SEGUNDO A ANALISTA

10 ações de qualidade para você comprar agora na bolsa: acesse a carteira gratuita

Esse banco representa a maior oportunidade da bolsa brasileira agora, na visão da analista. Mas ela não é a única chance que você tem de pagar barato em boas ações agora.

Larissa Quaresma possui uma carteira recomendada com as 10 melhores ações para investir neste momento. São empresas:

  • Com capacidade de execução comprovada através de vários ciclos econômicos e de mercado;
  • Que crescem seus lucros mesmo em cenários adversos;
  • De setores predominantemente defensivos da economia.

A ideia por trás dessa seleção é “atravessar essa fase com o mínimo de perdas possíveis para buscar ganhos maiores em um outro momento”.

A intenção da analista é ajudar os investidores que desejam buscar proteção com ações de qualidade e que estão em bom ponto de entrada. Por isso, a carteira recomendada de Quaresma pode ser acessada gratuitamente

Essa é uma cortesia da Empiricus Research, casa de análise onde Larissa Quaresma atua, em prol do investidor pessoa física. É só clicar no botão abaixo e a carteira completa estará disponível no seu computador ou celular em poucos minutos, sem precisar pagar nada:

DE GRAÇA: ACESSE A CARTEIRA COM 10 AÇÕES DE QUALIDADE PARA COMPRAR AGORA

Jornalista formada pela Universidade de São Paulo (ECA-USP) e redatora dos portais Seu Dinheiro, Money Times e Empiricus. Já foi repórter do Metro Jornal SP e colaborou para Casa Vogue, além de ter experiência em comunicação corporativa e assessoria de imprensa.
Jornalista formada pela Universidade de São Paulo (ECA-USP) e redatora dos portais Seu Dinheiro, Money Times e Empiricus. Já foi repórter do Metro Jornal SP e colaborou para Casa Vogue, além de ter experiência em comunicação corporativa e assessoria de imprensa.