MT Labs

Chegou a hora do Ibovespa? Dados do exterior podem ajudar a bolsa a decolar; veja em quais ações investir neste cenário

06 jun 2024, 16:09 - atualizado em 07 jun 2024, 10:21
Ibovespa recorde intraday day trade hoje 14 dezembro 2023 marca histórica renova investimentos renda variável tendência alta análise gráfica técnica grafistas 138 mil pontos IBOV fed bce
Dados que mostraram arrefecimento da inflação nos EUA e corte de juros pelo BCE podem motivar Fed a cortar juros e impulsionar o Ibovespa; veja as 10 ações para comprar neste cenário, segundo a Empiricus (Imagem: Pixabay/ Wikilmages)

Não é novidade que o Ibovespa tem vivido um ano difícil. O principal índice acionário brasileiro caiu cerca de 8% desde o início de 2024. Tão preocupante quanto isso são os motivos da queda: a bolsa brasileira perdeu sua narrativa própria e depende de fatores externos para subir.

A boa notícia é que os fatores externos podem finalmente começar a ajudar o Ibov. 

Os últimos dias deram alguns indícios que a economia norte-americana finalmente está “esfriando”.

A criação de vagas de emprego no setor privado ficou 13% abaixo do esperado em maio e ajudou a fechar a curva de juros. É o segundo mês consecutivo em que o dado ficou abaixo das projeções de mercado.

A priori pode parecer estranho o mercado ver com bons olhos a diminuição do número de postos de trabalho. Mas a analista Larissa Quaresma, da Empiricus, explica que os dados fracos reacendem a esperança de corte de juros por parte do Federal Reserve, o banco central estadunidense.

“A curva de juros passou a precificar 60% de probabilidade de a autoridade iniciar seu relaxamento monetário em setembro, o que é ótima notícia para os ativos de risco”.

Como resposta, os índices S&P 500 e Nasdaq renovaram suas máximas históricas na quarta-feira (5).

Corte de juros na Europa pode abrir caminho para o Fed

Para contribuir com o bom humor externo, a manhã desta quinta-feira (6) trouxe mais uma boa notícia. O Banco Central Europeu (BCE) cortou a taxa básica de juros em 25 pontos-base. É o primeiro corte da autoridade monetária em 5 anos.

“O início dos cortes na região facilita a vida do Fed. Juros mais baixos na Europa significam um euro mais depreciado frente ao dólar, ou um dólar mais forte. Isso, por sua vez, pode ser uma força baixista para a inflação na terra do Tio Sam, facilitando o trabalho do Fed no combate à alta de preços e aumentando mais uma vez a chance de corte neste ano”, explicou Larissa Quaresma.

O corte de juros pelo Fed é o maior dos gatilhos para o Ibovespa e os ativos de risco brasileiros como um todo.

E o início dos cortes pelo BCE simboliza a primeira região desenvolvida ocidental a fazê-lo, lembra a analista. 

RELATÓRIO GRATUITO: AS 10 MELHORES AÇÕES PARA COMPRAR AGORA

Chegou a hora do Ibovespa?

Depois de seis pregões consecutivos de queda, o Ibovespa parece finalmente ter se animado com os ventos externos soprando a favor e sobe fortemente na manhã desta quinta (6).

Como citado, a queda dos juros nos Estados Unidos é aguardada com expectativa pelos investidores da bolsa brasileira. 

Ele representa uma injeção de liquidez nos ativos de risco globais e possibilita a continuação do ciclo de cortes na Selic.

O ciclo de afrouxamento monetário brasileiro foi um dos grandes responsáveis pelo bom desempenho dos ativos listados na B3 em 2023. Ele representa uma troca de fluxo da renda fixa para a bolsa e contribui na melhora operacional das companhias, em especial as com negócios voltados para a economia doméstica.

Acesso liberado: veja as 10 melhores ações para investir agora neste relatório gratuito

Pensando em auxiliar o investidor a se proteger e, ao mesmo tempo, capturar uma possível virada do Ibovespa, a Empiricus Research desenvolveu uma carteira com as 10 melhores ações para comprar agora

O portfólio une ações sólidas, capazes de mitigar as perdas em períodos turbulentos e proteger o capital investido, e ações bem posicionadas para capturar a “volta” do otimismo com os ativos brasileiros.

“O objetivo é gerar retornos superiores aos principais índices acionários locais, correndo um nível de risco adequado”, disse Larissa Quaresma, analista responsável pela carteira.

A analista selecionou ações que combinam preço de entrada atrativo e potencial de valorização, sem perder o foco na qualidade das empresas.

A boa notícia é que o documento com a tese nestas 10 ações, o peso ideal de cada uma na carteira e uma análise macroeconômica foi liberado como uma cortesia pela Empiricus Research, empresa do Grupo BTG Pactual.

Desta maneira, os investidores mais experientes podem conhecer 10 ações em ótimo ponto de entrada, com as teses e indicadores, e assim decidir aquelas que mais fazem sentido para o seu portfólio atual.

Já os investidores iniciantes podem replicar a carteira recomendada para montar seu portfólio de ações com base nas recomendações dos analistas da maior casa de análise financeira independente do Brasil. 

Este é um daqueles casos que os investidores têm muito a ganhar e nada a perder. 

Para receber o relatório gratuito, é simples: basta deixar seu e-mail neste link ou no botão abaixo e aguardar – em instantes as informações serão enviadas. 

RELATÓRIO GRATUITO: AS 10 MELHORES AÇÕES PARA COMPRAR AGORA

Jornalista pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Já trabalhou para o Money Times, Seu Dinheiro e Jornal da PUC, além de colaborar no UOL e Projeto #Colabora. Atualmente é Produtor de Conteúdo na Empiricus.
Jornalista pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Já trabalhou para o Money Times, Seu Dinheiro e Jornal da PUC, além de colaborar no UOL e Projeto #Colabora. Atualmente é Produtor de Conteúdo na Empiricus.