BusinessTimes

Copel (CPLE6): Estado do Paraná planeja deixar controle via oferta de ações

21 nov 2022, 9:29 - atualizado em 21 nov 2022, 9:55
Copel
Governo do Paraná pede que o estatuto social da Copel seja alterado. (Divulgação)

O governo do Estado do Paraná, acionista controlador da Copel (CPLE6), enviou um ofício para a estatal dizendo que tem a intenção de transformar a empresa em companhia de capital disperso e sem acionista controlador, informou a empresa nesta segunda-feira (21). 

A operação, proposta após estudo elaborado pelo Conselho de Controle das Empresas Estaduais, deve envolver oferta pública de distribuição secundária de ações ordinárias e/ou certificados de depósito de ações (units) de emissão da companhia, de acordo com a Copel.

“A Operação objetiva a captação de recursos financeiros para suprir necessidades de investimento do Estado do Paraná, bem como a valorização de suas ações remanescentes detidas na Copel, valorização essa que deverá derivar da potencial geração de valor aos acionistas, inclusive em virtude de eventual capitalização da companhia e aceleração de seu plano de negócios”, disse o governo do Estado.

Segundo o comunicado assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, o modelo de governança em estudo prevê que, uma vez implementada a operação, o Estado do Paraná permaneça com participação relevante não inferior a 15% do capital social total da Copel e 10% da quantidade total de votos conferidos pelas ações com direito a voto de emissão da companhia.

Mudanças no estatuto da Copel

O governo do Paraná pede que o estatuto social da Copel seja alterado, com objetivo de que nenhum acionista ou grupo de acionistas exerça votos em número superior a 10% da quantidade total de votos conferidos pelas ações com direito a voto em cada deliberação da assembleia geral.

O governo também quer vedar a realização de acordos de acionistas para o exercício de direito de voto, exceto para a formação de blocos com número de votos inferior ao limite de voto que trata a alínea anterior.

Ratinho Junior cita ainda a possibilidade de estabelecer que a sede da Copel deva, obrigatoriamente, ser mantida no Estado do Paraná e fala em dispor que a denominação da Copel não seja alterada.

O governo quer criar ação preferencial de classe especial, de propriedade exclusiva do Estado.

O papel conferiria o poder de veto ao Plano Anual de Investimentos da Copel Distribuição caso os investimentos, a partir deste ciclo tarifário, considerados prudentes pela Aneel, não atinjam, no mínimo, 2,0x da Quota de Reintegração Regulatória (QRR), daquele mesmo ciclo de Revisão Tarifária Ordinária e/ou, no acumulado, até o final da concessão.

“Neste caso, o referido poder de veto conferido pela ação preferencial somente poderá ser exercido se o Estado do Paraná detiver, no mínimo, 10% (dez por cento) do capital social total da Copel”, disse.

Projeto de lei

O governo do Paraná lembra que operação está sujeita à prévia autorização legislativa e afirma em documento que “oportunamente” será apresentado projeto de lei a ser deliberado pelos deputados estaduais.

A operação estará sujeita, ainda, a análise do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE).

A Copel disse que pretende avaliar o modelo proposto pelo governo e os procedimentos específicos para sua efetivação, incluindo a eventual convocação da assembleia geral para deliberar sobre o assunto.

A companhia ressaltou que não há anúncio da efetiva implementação da operação de transformação societária.

Veja o documento divulgado pela empresa

Siga o Money Times no Instagram!

Conecte-se com o mercado e tenha acesso a conteúdos exclusivos sobre as notícias que enriquecem seu dia! Todo dia um resumo com o que foi importante no Minuto Money Times, entrevistas, lives e muito mais… Clique aqui e siga agora nosso perfil!

Editor
Jornalista formado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), com MBA em finanças pela Estácio. Colaborou com revista Veja, Estadão, entre outros.
Linkedin
Jornalista formado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), com MBA em finanças pela Estácio. Colaborou com revista Veja, Estadão, entre outros.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.