Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Corona: nem a cerveja escapou do coronavírus

27/02/2020 - 10:22
Corona
As ações da Constellation Brands, fabricante da cerveja Corona, despencaram 8% nesta semana em Nova York (Imagem: Unsplash/@hausofzeros)

O novo coronavírus tem uma vítima inesperada: uma das cervejas mais populares do mundo.

A cerveja Corona virou alvo de memes e vídeos compartilhados nas redes sociais com o maior número de vítimas do vírus em todo o mundo.

Dados sobre o aumento das buscas na Internet por “vírus da cerveja corona” e “coronavírus da cerveja” mostram que a cerveja mexicana não conseguiu escapar da associação. A chamada intenção de compra entre adultos nos EUA caiu para o menor nível em dois anos, segundo dados da YouGov.

O impacto se agravou nos últimos dias com o aumento das infecções. As ações da Constellation Brands, fabricante da cerveja Corona, despencaram 8% nesta semana em Nova York.

A pontuação de percepção da marca Corona – que monitora se adultos nos EUA cientes da marca ouviram coisas positivas ou negativas sobre ela – caiu para 51 em relação ao pico de 75 no início do ano, segundo a YouGov.

A marca Corona, cujo nome faz referência à coroa solar em espanhol e não tem nada a ver com o vírus, é a terceira cerveja mais popular dos EUA, de acordo com o ranking da YouGov. A Guinness é a primeira, seguida da Heineken.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Outro motivo para a queda da intenção de compra pode ser a percepção da cerveja Corona como uma bebida de verão associada a férias na praia, escreveu o jornalista de dados comerciais da YouGov, Graeme Bruce, em artigo publicado na quarta-feira. Portanto, há flutuações sazonais significativas, disse.

Última atualização por Vitória Fernandes - 27/02/2020 - 10:22