Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Coronavírus esvazia bares, e vendas da Ambev despencam

Márcio Juliboni
20/03/2020 - 13:12
Cerveja Skol, da Ambev
Fim da happy hour: 55% das vendas da Ambev dependem de bares e restaurantes (Imagem: Divulgação/Skol/Twitter)

O Credit Suisse entrou em contato com as cervejarias que acompanha para coletar as primeiras impressões sobre a pandemia de coronavírus. O relatório assinado por Antonio Gonzalez e Marcella Recchia não traz boas notícias da Ambev (ABEV3).

Das oito cervejarias consultadas, a Ambev é a que mais sente os impactos da pandemia. A companhia relatou que já registra queda nas vendas – em alguns canais, o recuo é de dois dígitos.

A empresa também é a mais exposta ao chamado mercado “on-trade”, composto por bares, restaurantes, hotéis e outros estabelecimentos comerciais que vendem bebidas para consumo no próprio local.

A dependência da Ambev a esse tipo de canal é de 55%. Como comparação, a segunda mais exposta é a Cuervo, com 30% de on-trade no México.

Assim, à medida que as pessoas param de circular e se encontrar para evitar a contaminação, a Ambev  deixa de ver os frequentadores de bares e baladas consumirem seus produtos.

Segundo o Credit Suisse, a empresa informou que está tentando compensar essa queda com uma maior atuação em outros canais “off-trade”, isto é, locais que vendem a bebida, mas não permitem seu consumo imediato, como supermercados e hipermercados.

As entregas online também foram reforçadas.

Última atualização por Gustavo Kahil - 20/03/2020 - 13:22

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender
As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web