Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Corte de juros e reformas são menos prováveis, diz Capital Economics

Gustavo Kahil
18/05/2017 - 11:39

Temer

O cenário de queda de juros e reformas econômicas em andamento não existe mais. Para a Capital Economics, as chances agora de uma continuidade do que o Brasil tinha construído é muito pequena, mesmo que o governo consiga encontrar maneiras para se sustentar.

Leia tudo sobre a Delação da JBS

Na quarta-feira, o jornal O Globo revelou que o presidente foi gravado pelos irmãos Joesley e Wesley Batista, donos do JBS, pedindo para que fosse comprado o silêncio de Eduardo Cunha. Isso tudo enquanto o ex-presidente da Câmara dos Deputados já estava preso. Um pedido de impeachment já foi protocolado.

“Caso as alegações sejam verificadas é possível que o Sr. Temer encontre sua posição insustentável e opte por renunciar”, avalia o economista para América Latina da Capital Economics Edward Glossop.

Para ele, as delações também têm o potencial para tirar dos trilhos a agenda de reforma mais ampla do governo, que inclui reformas microeconômicas ao mercado de trabalho e ao setor bancário.

“Finalmente, uma flexibilização monetária mais agressiva no curto prazo é agora menos provável”, explica.

Última atualização por - 05/11/2017 - 14:04

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto