Comprar ou vender?

Credit Suisse: Linx paga caro em aquisição, mas futuro é promissor

28 jun 2019, 10:14 - atualizado em 28 jun 2019, 10:14
Linx
Equipe de análise do banco suíço lista recomendação outperform para ações (Imagem: Facebook Oficial Linx)

A Linx (LINX3) anunciou na última quinta-feira (27) a aquisição da Millennium Networks por R$ 109,6 milhões.

Diante da aquisição, a equipe de análise do Credit Suisse publicou relatório sobre a companhia, listando recomendação outperform (desempenho acima da média do mercado) para as ações, com preço-alvo de R$ 35,00.

“A aquisição da Millennium deve ajudar a Linx fortalecer sua estratégia omnichannel”, avaliam os analistas Daniel Federle, Felipe Cheng e Juan Pablo Albam destacando que este segmento será importante driver de crescimento nos próximos anos.

Complementar

A instituição financeira destaca que o produto da Millennium será altamente complementar à plataforma da Linx de front-end.

Por último, os analistas ponderam que a aquisição não foi barata, com a relação de EV/Vendas (Valor de Mercado/Vendas) de 3,55 vezes – porém em “segmento que está em crescimento rápido e que já representa cerca de 13% das receitas totais da companhia”.

Graduado em Ciências Econômicas pela USP, tendo cursado mestrado em Ciências Humanas e em Economia na UFABC, Valter Outeiro acumulou anos de vivência no mercado financeiro através de passagens nas áreas de estratégia de investimentos dentro de private banks, em multinacionais produtoras de índices de ações e em redações de jornalismo econômico.
Linkedin Instagram
Graduado em Ciências Econômicas pela USP, tendo cursado mestrado em Ciências Humanas e em Economia na UFABC, Valter Outeiro acumulou anos de vivência no mercado financeiro através de passagens nas áreas de estratégia de investimentos dentro de private banks, em multinacionais produtoras de índices de ações e em redações de jornalismo econômico.
Linkedin Instagram
Os acontecimentos mais importantes do mercado financeiro estão a um clique de você.
Queremos enviar as principais notícias de economia diretamente no seu e-mail. Sem cobrar nada por isso. Inscreva-se no botão abaixo:
*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.