Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Credit Suisse recomenda mais cautela com Gerdau, e corta preço-alvo

Márcio Juliboni
19/03/2020 - 15:53
Gerdau
Salto: ações podem disparar 121%, mas coronavírus é a principal ameaça (Imagem: Divulgação/Gerdau/Facebook)

Em relatório divulgado nesta quinta-feira (19), o Credit Suisse afirmou que é hora de o investidor ser mais cauteloso com o potencial de valorização da Gerdau (GGBR4). O banco cortou o preço-alvo para 2020 de R$ 26 para R$ 21.

“À luz da rápida expansão da pandemia de Covid-19 e seu impacto sobre os mercados globais, aproveitamos a oportunidade para revisar nosso modelo da Gerdau”, afirmam Caio Ribeiro e Gabriel Galvão, que assinam o relatório.

Três fatores foram incorporados à conta: os resultados do quarto trimestre da Gerdau, um menor crescimento projetado para as vendas de aço no Brasil (6% de incremento, ante previsão original de 8%), e menor reajuste esperado para os preços do insumo (5%, ante 10% originalmente).

A dupla observa que ainda não está claro quanto o coronavírus impactará a economia brasileira. Por isso, consideraram apenas os reajustes de preços já efetuados pela companhia neste ano.

Os analistas acrescentam que a construção civil (principal mercado dos aços longos da siderúrgica) deve ser mais resiliente que outros setores nos próximos meses.

Apesar do corte do preço-alvo, o banco manteve a recomendação de outperform (desempenho esperado acima da média do mercado) para as ações da companhia. O motivo é simples: o novo valor implica um potencial de alta de 121% sobre sua última cotação.

Última atualização por Márcio Juliboni - 19/03/2020 - 15:54

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web