Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Credit Suisse revela suas ações favoritas para 2020 no Brasil

08/01/2020 - 16:57
Credit Suisse Group Suíça
Feliz Ano Novo: 18 ações de nove setores foram selecionadas (Imagem: Stefan Wermuth/Bloomberg)

O Credit Suisse divulgou as ações de empresas brasileiras preferidas para este ano. No total, 18 papéis de nove setores foram selecionados. O banco suíço também acredita na retomada da economia nacional, tanto que o setor de consumo é o mais representado na carteira recomendada para 2020.

Algumas empresas escolhidas já foram mencionadas por diversos analistas. Por isso, as razões para sua inclusão são mais claras. É o caso, por exemplo, da Gerdau (GGBR4). O Credit Suisse também defende a tese de que a siderúrgica é a que melhor pode aproveitar a recuperação da construção civil, já que os aços longos são sua especialidade.

Outra empresa já vista em carteiras de concorrentes é a Vale (VALE3). Seguindo o mesmo raciocínio da maioria do mercado, o banco suíço acredita que suas ações estão baratas, seja quando se comparam seus múltiplos ao de outras mineradoras, seja ao considerar o preço do minério de ferro no mercado à vista.

O Credit Suisse também endossa a expectativa de que, após fechar os cofres diante da tragédia de Brumadinho e não distribuir lucros, a Vale voltará a pagar proventos aos acionistas. Neste sentido, a instituição afirma que “um dividend yield de 7% é facilmente exequível em 2020”.

Menos óbvias

No rol das empresas menos badaladas, estão a administradora de shopping centers Aliansce Sonae (ALSO3) e a desenvolvedora de softwares Linx (LINX3). O Credit Suisse justifica a indicação da primeira, com o argumento de que a Aliansce Sonae é “a melhor história bottom-up do setor”.

Linx
Parceiros fortes: Linx se destaca pela clientela de grandes varejistas (Imagem: Money Times)

Entre os fatores que puxam o potencial de valorização de seus papéis, estão os ganhos de sinergia pós-fusão, o fôlego de caixa conseguido após o recente follow-on de R$ 1,2 bilhão, e a maior taxa de crescimento do fluxo de caixa operacional (FFO, na sigla em inglês) entre as operadoras de shopping.

No caso da Linx, o Credit Suisse destaca sua liderança no mercado de softwares de pagamento para varejistas de todos os portes. O banco lembra que sua carteira de clientes conta com 14 dos maiores grupos de varejo do Brasil.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Recentemente, a Linx assinou contratos para desenvolver soluções para o marketplace do Magazine Luiza (MGLU3) e da B2W (BTOW3). “Acreditamos que os atuais preços não refletem totalmente o potencial de crescimento em novos mercados”, afirma o banco.

Veja, a seguir, as 18 ações favoritas do Credit Suisse para 2020.

Empresa Ticker Setor
Vale VALE3 Materiais básicos
Gerdau GGBR4 Materiais básicos
JBS JBSS3 Consumo
Lojas Americanas LAME4 Consumo
Pão de Açúcar PCAR4 Consumo
Ambev ABEV3 Consumo
BR Distribuidora BRDT3 Energia
Banco do Brasil BBAS3 Bancos
Bradesco BBDC4 Bancos
B3 B3SA3 Serviços financeiros
Aliansce Sonae ALSO3 Shopping centers
Iguatemi IGTA3 Shopping centers
Linx LINX3 Tecnologia
Localiza RENT3 Transportes
Rumo RAIL3 Transportes
Ecorodovias ECOR3 Transportes
Neoenergia NEOE3 Serviços públicos
Engie Brasil EGIE3 Serviços públicos

Última atualização por Márcio Juliboni - 08/01/2020 - 17:08

Ultrapar, dos postos Ipiranga, perde R$ 593 milhões com rede de farmácias