Informação independente faz a diferença

Credit Suisse vê potencial de 24% em small cap dona do Viena e Frango Assado

Viena
No ano, os papéis acumulam valorização de 127%

O Credit Suisse iniciou a cobertura das ações da IMC (MEAL3), dona das redes de restaurantes Viena e Frango Assado, com a recomendação outperform (desempenho acima da média do mercado) e um preço-alvo de R$ 14. O potencial de valorização em comparação com o fechamento desta quarta-feira (11), de R$ 11,30, chega a quase 24%.

Gostou desta notícia? Receba nosso conteúdo gratuito

Segundo os analistas Tobias Stingelin, Leandro Bastos e Pedro Pinto, o momento de reviravolta operacional da empresa continua a ganhar força. O banco lista quatro principais sinais que reforçam esta visão favorável em relação às ações:

1 – A saída de algumas de suas operações internacionais, como o México, Porto Rico e República Dominicana.

2 – Redução da complexidade do negócio por meio do fechamento de lojas com margem negativa, redução de marcas, demissões e renegociações de contratos de aluguéis.

3 – Desalavancagem após um período intenso de fusões e aquisições e foco na estratégia de crescimento orgânico.

4 – Iniciativas para direcionas a demanda, como a gestão dos cardápios, novos menus, programas de fidelidade e acompanhamento do calendário de festas e campanhas.

“As margens da IMC já estão começando a aumentar gradualmente, mas isso deve se tornar mais claro nos próximos trimestres, já que os benefícios da reviravolta continuam a ganhar força. As ações da empresa tiveram um desempenho forte no ano, mas acreditamos que elas ainda não refletem totalmente o poder total de ganhos da empresa”, explicam os analistas.

No ano, os papéis acumulam valorização de 127%.


 

Últimas Notícias