Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Creditas passa a oferecer antecipação salarial a funcionários de empresas parceiras

27/07/2020 - 13:56
Creditas
Os funcionários das empresas conveniadas ao Empréstimo Consignado Privado poderão receber antecipadamente o pagamento dos dias já trabalhados no mês, de acordo com a necessidade (Imagem: YouTube/Creditas)

A Creditas acaba de anunciar uma nova solução voltada aos colaboradores das empresas conveniadas ao Empréstimo Consignado Privado. A partir de agora, os funcionários poderão receber antecipadamente o pagamento dos dias já trabalhados no mês, conforme a necessidade de cada um.

O serviço não cobra juros e tem como objetivo principal evitar o mal endividamento e ajudar na organização das finanças.

“São muitas as necessidades que fazem os brasileiros buscarem o limite concedido pelos bancos. Com essa novidade, vamos oferecer a oportunidade do colaborador gerenciar seu próprio salário, utilizando-o quando e como preferir, fugindo das taxas cobradas pelo cheque especial ou outros tipos de crédito com juros altos”, afirma Ramires B. Paiva, VP de Empréstimo Consignado Privado da Creditas.

O limite mensal que pode ser sacado é referente aos dias trabalhados e corresponde a até 40% do total do salário. As transferências acontecem em até dois dias úteis.

“A Creditas oferece, desde 2019, o benefício de Empréstimo Consignado Privado para que as empresas possam dar aos seus colaboradores uma opção que viabiliza o bem-estar financeiro e suas conquistas. A antecipação salarial vem para agregar nossas soluções, que buscam atender, cada vez mais, as necessidades dos RHs”, complementa Paiva.

O processo é feito de maneira 100% digital. Para usar o benefício, basta acessar o site da solução utilizando o CPF, aceitar os termos propostos e inserir as informações requeridas.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 27/07/2020 - 13:56