Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Cripto: quais foram os maiores acontecimentos de 2019?

07/01/2020 - 13:47
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
2019 agenda
Desde a tentativa do Facebook em lançar sua criptomoeda à aproximação da China em se tornar a primeira grande economia a emitir uma moeda digital de banco central (CBDC), os últimos doze meses foram cheios de ação em manchetes de cripto (Imagem: Pixabay/ulleo)

Nunca houve um ano monótono em cripto, e em 2019 não foi diferente.

Nesta revisão anual, destacamos os maiores acontecimentos do ano e olhamos para os novos desenvolvimentos futuros de 2020.

Bakkt lança Bitcoin Futures

Em 2019, a nova e mais aguardada plataforma de negociação de bitcoin foi o lançamento da Bakkt, custodiante de cripto e corretora de contratos futuros apoiada pela Intercontinental Exchange (ICE).

Embora os volumes de negociação demoraram para ter um aumento, Bakkt continuou a atingir níveis recordes em volumes de alta negociação no quarto trimestre de 2019.

Para 2020, Bakkt vai fornecer uma on-ramp (negociação de fiduciárias para cripto) para bitcoin. Mas ainda veremos se as empresas vão obter números significativos, estar cobertas ou vender a descoberto em bitcoin.

Fundos negociados em bolsa para bitcoin ainda estão muito distantes de se tornarem realidade (Imagem: Yahoo Finance)

SEC diz não para ETFs de bitcoin (de novo)

Outro ano, outro “não” da SEC para um ETF (fundo negociado em bolsa) de bitcoin. Houve diversas tentativas nos últimos meses de conseguir uma aprovação. No entanto, todas foram recusadas.

A postura atual da SEC sugere que um ETF de bitcoin está a anos de distância.

Facebook anuncia Libra

Talvez a maior manchete da indústria tenha sido o anúncio do Facebook, planejando lançar sua própria criptomoeda, Libra. O preço do bitcoin subiu para uma alta em 2019 após o interesse renovado em criptoativos após esse anúncio.

No entanto, legisladores e reguladores tiveram dúvidas sobre a possibilidade de moedas digitais emitidas por empresas competirem com fiduciárias. Além disso, esperamos que a Libra enfrente mais retaliação regulatória este ano.

China ama blockchain, não bitcoin

O presidente chinês Xi Jinping anunciou que a República Popular deve “se esforçar bastante” para desenvolver e implementar tecnologia de blockchain a fim de ganhar vantagem competitiva sobre outras economias dominantes.

Com a “China apostando todas as fichas em blockchain”, esperamos por uma onda de notícias positivas relacionadas a blockchain vindas desse país asiático.

No entanto, o caso de amor da China é com o blockchain, não com criptoativos. Empresas de criptoativos continuam a enfrentar dificuldades na República Popular.

bitcoin china
China está disposta a adotar a tecnologia de blockchain, mas não quer nem saber de bitcoin; espera-se que a criptomoeda nacional seja lançada ainda este semestre (Imagem: NewsBTC)

China vai emitir uma CBDC

China está pronta para se tornar a primeira grande economia a emitir uma moeda digital de banco central.

Espera-se que um yuan digital de banco central alimentado por blockchain seja apresentado no primeiro semestre deste ano, seguido por CBDCs de vários outros países.

Moedas digitais de bancos centrais

Embora seja provável que a China será a primeira e principal emissora de CBDC, dezenas de bancos centrais estão pesquisando a validade de emissão de suas próprias criptomoedas alimentadas por blockchain.

Do BCE ao Banco da Coreia, bancos centrais estão considerando a ideia de emitir moedas virtuais soberanas para fornecer uma capacidade crescente de gestão de suas moedas.

Trump tuíta sobre bitcoin

O presidente dos EUA impressionou o mundo com sua visão astuta sobre criptoativos quando tuitou: “Não sou um fã de bitcoin e de outros criptoativos, que não são dinheiro, e esse valor é altamente volátil e sem fundamento.

Criptoativos não regulados podem facilitar comportamento ilícito, incluindo o comércio de drogas e outras atividades ilegais”.

Ele também atacou a Libra do Facebook para demonstrar sua postura anticripto e pró-dólar. Em 2020, espera-se que essas opiniões sobre cripto permaneçam, que podem impactar as regulações para cripto nos EUA.

stock to flow bitcoin
Estoque sobre fluxo é um modelo matemático usado para calcular o preço durante um período (Imagem: Digitalik)

Modelo de estoque sobre fluxo do Bitcoin

O modelo de estoque sobre fluxo (stock-to-flow) do bitcoin, criado pelo criptoanalista “PlanB”, foi um grande tópico de discussão entre investidores em cripto no ano passado. O modelo sugere que a escassez é um direcionador-chave do preço do bitcoin.

Apesar de nem todos os analistas concordarem com a validade do modelo, esse modelo permanecerá como uma narrativa principal com o acontecimento de redução de recompensas por bloco (halving) do bitcoin em maio deste ano.

Atualizações na Ethereum

Em dezembro, a rede Ethereum finalmente teve sua hard fork (bifurcação drástica) Istanbul, que pretende melhorar a velocidade, eficácia e escalabilidade do blockchain.

Em 2020, espera-se mais atualizações ao blockchain da Ethereum que forneçam os blocos de construção do que se tornará a Ethereum 2.0, a versão nova e melhorada da rede.

square crypto twitter
Jack Dorsey, criador do Twitter, criou a plataforma Square, que realiza pagamentos em criptoativos (Imagem: Medium/Angel Bejolli)

Jack Dorsey lança Square Crypto

O defensor de bitcoin e CEO do Twitter lançou um novo empreendimento, Square Crypto, a ser desenvolvido no blockchain Bitcoin. Apesar de uma onda de empregos de blockchain, ainda não sabemos qual é a carta na manga da empresa.

No entanto, após o bem-sucedido Cash App, espera-se que Square Crypto tenha um impacto positivo no bitcoin em 2020.

Lançamento da Binance.US

Binance, a gigante corretora de ativos digitais, lançou uma nova corretora chamada Binance.US a fim de oferecer serviços aos clientes americanos, que estão sendo bloqueados de outras corretoras devido ao ambiente regulatório desafiador no país.

Binance.US teve um crescimento significativo de usuários e espera-se que se torne um grande “jogador” do cenário de corretoras nos EUA este ano.

Dominância do bitcoin

Em 2019, houve um aumento na participação de mercado do bitcoin de toda a capitalização de mercado de criptoativos, chamada de dominância do bitcoin.

Devido a uma certa recuperação do preço do bitcoin, a maior parte do mercado de altcoins não conseguiu acompanhá-lo, denotando a dominância do bitcoin como o criptoativo número um.

Apesar das opiniões distintas sobre se iremos passar por uma “temporada de altcoins” em 2020, espera-se que o bitcoin permaneça como o ativo principal nos próximos doze meses enquanto os projetos de altcoins se esforçam para atrair usuários.

alta bitcoin crescimento
Taxa de hash (hash rate) se refere à velocidade em que um computador consegue realizar contas no computador; representa a eficiência e o desempenho de uma máquina de mineração (Imagem: Money Times)

Taxas de hash do bitcoin disparam

Enquanto o preço do bitcoin não voltou à sua alta de 2017, as taxas de hash atingiram uma nova alta em 2019.

Esse aumento sugere que os mineradores esperam pelo futuro aumento no valor do bitcoin e estão aplicando novo capital para minerar a criptomoeda principal do mundo.

A redução de recompensa por bloco do Bitcoin

Enquanto o próximo halving do bitcoin não vai acontecer até 2020, essa redução foi um grande tópico de discussão entre os investidores em bitcoin em 2019.

A maioria acredita que o preço do bitcoin vai subir após o halving, que foi o caso historicamente (por conta do declínio no novo fornecimento de bitcoin). Outros acreditam que o halving vai ser cotado e terá um efeito insignificante no preço.

Espera-se que halving seja um tema de discussão principal para investidores em cripto em 2020.

hacker ataque segurança internet tecnologia computador
Ataques ocorrem por falta da fraca infraestrutura de segurança das redes. Até quando isso será uma realidade? (Imagem: Unsplash/@cbpsc1)

Invasões contínuas a corretoras

Apesar do grande foco em ciberssegurança para corretoras de criptoativos, o número total de invasões a corretoras em 2019 mostra que os hackers estão um passo à frente.

É triste ver corretoras continuarem a sofrer perdas. Isso ainda vai acontecer em 2020, então tome cuidado com suas grandes quantidades de criptoativos nas corretoras.

IRS manda “carta de amor” aos clientes da Coinbase

O coletor de impostos mandou uma carta para detentores suspeitos de criptoativos nos EUA os “informando” de pôr seus assuntos em ordem em relação a seus pagamentos de impostos de cripto.

É provável que a lista de recipientes seja composta de usuários da Coinbase cujos dados foram recebidos pelo IRS após uma intimação de “fulano de tal” em 2018.

Em 2020, espera-se que mais departamentos fiscais vão atrás de investidores cripto que possam não ter sido honestos em suas declarações sobre imposto de ganho de capital.

defi finanças descentralizadas
Finanças descentralizadas (DeFi) são “uma alternativa emergente ao sistema financeiro global” (Imagem: Medium/Vladislav Shabanov)

DeFi decolam

Pode-se afirmar que 2019 foi o ano das finanças descentralizadas (DeFi). A segunda maior rede de blockchain se tornou o lar de serviços financeiros descentralizados, como empréstimo, negociação e stablecoin descentralizados.

Esperamos que esse mercado cresça em 2020 e beneficie o ecossistema da Ethereum.

STOs vão decolar lentamente

Muitos especialistas da indústria previram que as ofertas de security tokens (STOs) substituiriam as ofertas iniciais de moeda (ICOs) e se tornariam o novo e melhor modelo para startups de blockchain e de cripto. No entanto, STOs demoraram para decorar em 2019.

Por falta de estrutura regulatória, o surgimento das ofertas iniciais de corretora (IEOs) e o baixo desempenho da maioria dos tokens recém-emitidos em 2018 e 2019 tornaram difícil o ponto de apoio para as STOs.

Tribunal dos EUA se pronuncia contra Craig Wright

Um tribunal da Flórida decidiu que Craig S. Wright, que diz ser o criador do bitcoin, teria que entregar metade dos bitcoins supostamente minerados pelo falecido Dave Kleinman.

O caso é considerado de alto nível pois os bitcoins minerados não estavam mais em posse de Kleinman.

No entanto, para tal, Wright teria que ter feito parte da equipe de Satoshi Nakamoto e ter acesso às criptomoedas. Se esse não for o caso, como muitos sugerem, Wright vai ter dificuldades em cumprir com a lei do tribunal.

Nova Zelândia legaliza salários em cripto

O país legalizou salários pagos em criptoativos após o Departamento de Receita Nacional (IRD) declarar que criptoativos como bitcoin e ether podem ser aceitos como pagamento de salário sob a Lei de Imposto de Renda (Income Tax Act).

E que venha 2020 com mais notícias e análises de mercado cripto.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 08/01/2020 - 10:16