Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

CSN entrega resultado forte em trimestre “paradisíaco”, afirma Ativa

16/10/2020 - 14:44
CSN
A companhia se beneficiou da elevação dos preços do minério de ferro, que subiram de US$ 93 no segundo trimestre para US$ 120 (Imagem: Divulgação/CSN)

A CSN (CSNA3) confirmou o bom momento do minério de ferro e entregou um resultado robusto no terceiro trimestre, revela a Ativa em relatório enviado a clientes nesta sexta-feira (16).

A empresa reverteu o prejuízo e fechou os meses de julho, agosto e setembro com um lucro de R$ 1,2 bilhão e Ebitda, que mede o resultado operacional, recorde de R$ 3,5 bilhões, avanço de 124%.

Segundo a corretora, a companhia se beneficiou da elevação dos preços do minério de ferro, que subiram de US$ 93 no segundo trimestre para US$ 120.

Além disso, a Ativa observa que a queda na oferta global do minério também ajudou a divisão a observar excelente resultado, corroborado pelo aumento de 27% na produção e 18% no volume de vendas.

“O aumento do Ebitda do segmento, que chegou a 90% na comparação trimestral e 100% no anual, não deixam dúvidas: a companhia uniu o bom momento global do minério com excelente execução”, argumentou.

Demanda brasileira também dá um empurrão

Não foi só o mercado externo que ajudou a CSN. O consumo nacional disparou 50% em relação ao segundo trimestre, puxado pelo mercado de automóveis e da linha branca.

A depreciação cambial e a melhora dos preços internacionais de aço também contribuíram para os bons resultados.

CSN
Apesar do resultado positivo, a Ativa não alterou o seu preço-alvo de R$ 19,68 para os papéis da CSN (Imagem: Divulgação/CSN)

Elevação dos custos

A Ativa também citou alguns pontos negativos do balanço. O custo dos produtos vendidos (CPV) teve elevação de 17% no trimestre, ao passo que o SG&A (despesas administrativas, de vendas e gerais) subiu 39%, fomentado pelo aumento na despesa de vendas, causado pelo crescimento no custo do frete.

“Por mais que a alavancagem tenha arrefecido, a dívida líquida ajustada caiu apenas 8% no trimestre e frente ao ano passado, segue 11% maior”, pontuou.

Recomendação

Apesar do resultado positivo, a Ativa não alterou o seu preço-alvo de R$ 19,68 para os papéis da CSN. A recomendação permanece neutra.

“Acreditamos que os patamares atuais de preço e múltiplos já compreendem nossas expectativas quanto às potencialidades encontradas pela empresa diante do cenário corrente”, disse.

Sobre o IPO da CSN Mineração, a corretora reforça a descrença na continuidade do processo, “sobretudo com a queda na alavancagem apurada neste trimestre”, conclui.

Por volta das 13h46, as ações da companhia avançavam 1,9% a R$ 19,82. Já o Ibovespa operava em queda de 0,44% a 98.615,23 pontos.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Bruno Andrade - 16/10/2020 - 18:09