Demandas interna e externa aquecidas mantêm em alta preços da soja

Por Cepea
26/04/2021 - 11:55
O clima desfavorável à semeadura de soja da safra 2021/22 nos EUA também elevou os valores da oleaginosa (Imagem: Pixabay)

Os preços da soja estão em patamares recordes nominais no mercado brasileiro, conformem indicam dados do Cepea.

Entre 16 e 23 de abril, os Indicadores ESALQ/BM&FBovespa – Paranaguá e CEPEA/ESALQ Paraná subiram 1,7% e 1,61%, respectivamente, indo para R$ 180,96 e R$ 174,5/sc de 60 kg na sexta-feira, 23.

Os recordes nominais das respectivas séries, de R$ 181,2/sc e R$ 175,64/sc, foram registrados na quinta, dia 22.

O impulso vem das demandas interna e externa aquecidas e, especialmente, das valorizações internacionais.

Quanto às exportações, dados preliminares da Secex mostram que a média diária de embarque de soja em grão na parcial deste mês está quase 30% acima da observada em abril/20.

Até o momento (11 dias úteis), foram exportadas 10,6 milhões de toneladas.

O avanço no mercado externo, por sua vez, está atrelado ao baixo excedente da safra 2020/21 nos Estados Unidos – produtores daquele país estão retraídos para novos negócios.

O clima desfavorável à semeadura de soja da safra 2021/22 nos EUA também elevou os valores da oleaginosa.

 

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: , , , , ,

Última atualização por Evelin Mendes - 26/04/2021 - 11:55

Pela Web