Consumo

Dia dos Namorados: Presentes sobem mais do que a inflação; veja os itens com maiores aumentos

12 jun 2023, 10:39 - atualizado em 12 jun 2023, 10:39
Dia do Namorados, Bares, Restaurantes
Dia dos Namorados é comemorado em 12 de junho. (Imagem: Agência Sebrae)

Produtos procurados como presentes no Dia nos Namorados subiram em média 6% nos últimos 12 meses. Segundo um levantamento feito pela Fundação Getulio Vargas (FGV), o percentual é de quase o dobro da inflação do mesmo período, que foi de 3,02%.

Além disso, a inflação dos serviços subiu em 5,89%. As hospedagens em hotéis avançaram em 6,53% para a data. Já salões de beleza aumentaram seus serviços em 6,19% e os cinemas em 5,73%.

Segundo Matheus Peçanha, pesquisador da FGV, os serviços deram a tônica da atividade econômica em 2022, sendo que foi o principal setor para o nosso crescimento de 2,9% no PIB.

“Com o aquecimento, os preços tendem a acelerar, ainda mais em áreas que precisaram ‘recuperar terreno’ após a pandemia, como é o caso do setor hoteleiro, o cultural e o de alimentação”, afirma.

CONHEÇA A LIVE GIRO DO MERCADO: De segunda a sexta às 12h, estamos AO VIVO no canal do YouTube do Money Times, trazendo as notícias mais quentes do dia e insights valiosos para seus investimentos. Esperamos você!

Veja os produtos com maior aumento

  • Cesta de 22 itens – 6,07%
  • Sabonetes – 21,68%
  • Artigos de maquiagem – 9,76%
  • Produtos para barba – 9,37%
  • Perfume – 8,70%
  • Bombons e chocolates – 12,90%
  • Livros – 10,31%
  • Roupas masculinas – 8,41%
  • Vinhos – 7,71%
  • Calçados femininos – 6,65%

Tributação

Segundo pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), os presentes para o Dia dos Namorados, podem ter mais de 70% de taxas de tributo.

O estudo indica que os perfumes importados são taxados com 78,99%. Já os nacionais, com 69,13%. João Eloi Olenike, presidente-executivo do IBPT, aponta que a alta se dá em itens considerados supérfluos.

Além disso, muitos são importados, o que eleva a tributação. Para o dia, os chocolates são tributados em 39,61% e as flores naturais em 17,71%.

Estagiária
Estudante de jornalismo. Foi redatora durante um ano, trabalhando com hard news. Escreve sobre tecnologia, economia, política e empresas.
Estudante de jornalismo. Foi redatora durante um ano, trabalhando com hard news. Escreve sobre tecnologia, economia, política e empresas.