Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Disparada do petróleo eleva a R$ 0,32 defasagem da gasolina e mexe com etanol; diesel vai a R$ 0,22

04/03/2021 - 15:36
Petróleo Commodities
Opep manterá a torneira fechada da produção petrolífera até abril, pelo menos (Imagem: Reuters/Nick Oxford)

A disparada do petróleo nesta quinta (4), que chegou a alcançar o teto acima de US$ 67,10 o barril do tipo Brent, na bolsa de Londres, deverá ser o gatilho para a Petrobras (PETR4) mostrar o quanto está disposta a repassar para os preços da gasolina.

Desde terça o combustível está 0,12% o litro mais caro da refinaria. E a alta de quase 5% no óleo cru hoje (até 15h30, de Brasília), caindo um pouco até o fechamento, é um teste para a estatal e deixa o mercado na expectativa sobre se algum reajuste será anunciado amanhã ou segunda, sobretudo o pessoal do etanol hidratado, que mostrava um apetite menor para ganhos desde a quinta.

A Associação dos Importadores de Combustíveis (Abicom) acaba de informar a Money Times que a defasagem média acumulada da gasolina, na relação dos preços internacionais do petróleo, foi para R$ 0,32. O diesel, R$ 0,22.

Respectivamente, menos 11% e 8%.

O petróleo seguiu a definição de que a Opep e seus aliados, a Opep+, manterá os cortes de produção atuais até abril.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 04/03/2021 - 16:32