Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Dona do Burger King na China avalia venda da unidade

19/09/2020 - 17:00
Burger King China
A TFI administra mais de 1.200 unidades do Burger King na China (Imagem: Unsplash/@javiertenenbaum)

A TAB Food Investments, maior franqueada global da Restaurant Brands International, estuda a venda de sua unidade na China em um negócio que avaliaria o ativo em mais de US$ 1,2 bilhão, disseram pessoas com conhecimento do assunto.

A TAB Foods, ou TFI, trabalha com um assessor para medir o interesse de possíveis investidores, incluindo empresas de private equity, por sua participação de 50% nas operações chinesas do Burger King, disseram as pessoas. O processo de venda poderia começar já no mês que vem, disseram as pessoas, que não quiseram ser identificadas.

A TFI, que tem sede em Istambul, havia considerado uma oferta pública inicial da unidade chinesa em Hong Kong, depois de desistir do plano para uma oferta de ações nos EUA de suas operações globais, disseram pessoas com conhecimento do assunto à Bloomberg News no ano passado.

As deliberações ainda estão em estágio inicial, e a TFI pode decidir manter o negócio, disseram as pessoas. A empresa também poderia retomar os planos de IPO, segundo as fontes.

Embora o interesse de investidores na TFI esteja aumentando, não há nenhum processo de venda da participação em andamento no momento, disse um representante da TAB em resposta por e-mail à Bloomberg News.

A TFI, que administra mais de 1.200 unidades do Burger King na China, é a maior franqueada da rede de fast-food no mundo, gerenciando um total de cerca de 2.000 restaurantes na Turquia e no mercado chinês, de acordo com o site da empresa. A rede na China, inaugurada em 2012, está presente em mais de 150 cidades.

A rede na China, inaugurada em 2012, está presente em mais de 150 cidades (Imagem: Dhiraj Singh/Bloomberg)

A empresa turca também é franqueada da Popeyes, outra marca da RBI. Abriu o primeiro restaurante Popeyes em Xangai neste ano e planeja inaugurar mais de 1.500 restaurantes de frango frito na China para a rede na próxima década.

A TFI tem se beneficiado da crescente classe média da China e do aumento do apetite dos consumidores por marcas estrangeiras.

A empresa compete com a Yum China Holdings, que administra as operações da Pizza Hut e KFC no país, bem como redes de restaurantes locais, como a popular Little Sheep.

A TFI tem 50% da unidade na China, enquanto a RBI possui participação de 27,5% e a firma de private equity Cartesian Capital detém os 22,5% restantes, de acordo com prospecto do IPO das operações globais da TFI enviado à SEC dos EUA em 2018. Em fevereiro de 2018, a TFI decidiu adiar o IPO sem dar um motivo.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Gustavo Kahil - 19/09/2020 - 22:21