Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

É hora de tomar risco no Tesouro Direto, diz estrategista

04/01/2019 - 9:15
“Este é o momento para ficar mais otimista quanto à precificação dos títulos públicos” (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Sem a incerteza do cenário eleitoral, o Santander revisou a sua recomendação para alocação no Tesouro Direto em janeiro, mostra um relatório publicado nesta semana para clientes. O estrategista Ricardo Peretti entende que, com a recepção positiva dos investidores ao resultado obtido, este é o momento para ficar mais otimista quanto à precificação dos títulos públicos nacionais, elevando ligeiramente o risco da indicação.

Veja as principais recomendações para janeiro; clique aqui

“Apesar dessa visão favorável, preferimos exposição ao Tesouro Direto através dos títulos indexados à inflação, que se mostram a alternativa mais adequada perante os riscos de não aprovação das reformas fiscais em tramitação no Congresso Nacional. Caso haja alguma decepção neste tema, o Real provavelmente voltará a se depreciar, deteriorando as expectativas de inflação futura”, destaca.

Com isso, o banco recomenda a compra do Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2035, que traduz o alongamento do prazo (duration) do título  sugerido, sem abrir mão de proteção (indexação à inflação) dados os riscos que ainda se colocam à frente.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Gustavo Kahil - 04/01/2019 - 10:21

Cotações Crypto
Pela Web