Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Economia dos EUA reabrirá em algum momento, mas com grandes mudanças, diz Kudlow

07/04/2020 - 11:58
Larry Kudlow
São as pessoas da área de saúde que conduzirão as decisões médicas, aqui, as decisões relacionadas à medicina, explica o assessor econômico da Casa  (Imagem: Reuters/Mary F. Calvert)

O governo Trump pretende reabrir a economia dos Estados Unidos quando os principais especialistas em saúde do país derem o sinal verde, mas a vida dos norte-americanos será drasticamente diferente, disse nesta terça-feira o assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow.

Mesmo quando as pessoas nos Estados Unidos retornarem ao trabalho e à escola, provavelmente terão que ficar em casa quando apresentarem sinais da doença, enfrentarão testes mais difundidos e se submeterão a medições rotineiras de temperatura, disse ele ao Politico em entrevista.

“Estamos cientes de que as coisas serão diferentes”, disse ele. “Esse será um novo recurso da vida norte-americana. E não sei com que rapidez isso acontecerá, mas será muito, muito importante, porque obviamente queremos impedir qualquer recorrência.”

Ainda não está claro quando o país, que permanece em grande parte fechado em meio ao surto em curso que afetou a economia, retomará as operações normais. Vários Estados estão se aproximando de seu potencial número máximo de casos em meio a diretrizes federais de isolamento até o final de abril.

As autoridades de saúde pediram aos norte-americanos que se preparem para uma semana difícil com o aumento do número de mortos, mas nesta terça-feira disseram que há sinais otimistas de que os esforços de mitigação estão ajudando a conter o vírus altamente contagioso e potencialmente letal.

“São as pessoas da área de saúde que conduzirão as decisões médicas, aqui, as decisões relacionadas à medicina”, disse Kudlow ao Politico, acrescentando que ainda acredita “que nas próximas quatro a oito semanas seremos capazes de reabrir a economia e que o poder do vírus será substancialmente reduzido e seremos capazes de aplainar a curva”.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Leia mais sobre: Economia, EUA, Internacional, Reuters, Saúde

Última atualização por Lucas Simões - 07/04/2020 - 11:58