Eleições 2022

Eleições: Diferença entre Lula e Bolsonaro cai mais e candidatos estão empatados, segundo Paraná Pesquisas

25 out 2022, 14:47 - atualizado em 25 out 2022, 14:51
Precatórios com Lula ou Bolsonaro
Segundo turno das eleições acontece neste domingo (30)

A pesquisa de intenção de voto para presidente da República no segundo turno das eleições divulgada pelo instituto Paraná Pesquisas nesta terça-feira (25) mostra uma maior aproximação entre os candidatos Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL), que agora estão empatados.

No levantamento divulgado, Lula aparece com 46,3% das intenções de voto contra 45,9% de Bolsonaro. Na semana passada, os dois candidatos já estavam tecnicamente empatados, mas a diferença era maior, com o ex-presidente pontuando 46,9% e o atual presidente 44,5%.

A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos. O segundo turno das eleições será nesta domingo (30).

Os votos válidos, que excluem os votos em branco e nulos, determinam o resultado das eleições. Nas disputas para presidente e governador, o candidato que atinge mais de 50% dos votos válidos vence o pleito. Utilizando essa medida, Lula tem 50,2% dos votos e Bolsonaro 49,8%.

Os que disseram votar em branco ou nulo são 4,8% e os que não sabem ou não responderam somam 3,0%. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-00525/2022.

Contratada pelo próprio instituto, a pesquisa entrevistou 2.020 pessoas de forma presencial entre os dias 20 e 24 de outubro e tem como margem de erro 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

Siga o Money Times no Instagram!

Conecte-se com o mercado e tenha acesso a conteúdos exclusivos sobre as notícias que enriquecem seu dia! Todo dia um resumo com o que foi importante no Minuto Money Times, entrevistas, lives e muito mais… Clique aqui e siga agora nosso perfil!

Editor
Formado em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo, é editor de política, macroeconomia e Brasil do Money Times. Com passagens pelas redações de SBT, Record, UOL e CNN Brasil, atuou como produtor, repórter e editor.
Linkedin
Formado em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo, é editor de política, macroeconomia e Brasil do Money Times. Com passagens pelas redações de SBT, Record, UOL e CNN Brasil, atuou como produtor, repórter e editor.
Linkedin